30/11/11

Mesão Frio - Feira anual de Santo André, de 29 de Novembro a 10 de Dezembro, misto de festa, feira e romaria, onde é possível captar tipos humanos inesquecíveis e gestos ancestrais na arte de negociar!


«Mesão Frio - feira de Santo André


Feira anual de Santo André, de 29 de Novembro a 10 de Dezembro, misto de festa, feira e romaria, onde é possível captar tipos humanos inesquecíveis e gestos ancestrais na arte de negociar. Tradicionalmente, as povoações engalanam-se e as famílias reúnem-se. É também esse o momento para conhecer o que de melhor as gentes têm para dar, quem são, como vivem e o que produzem. Quando a gastronomia é posta à prova, o prato típico é a marrã mas, o cabrito faz-lhe concorrência nas preferências. Não faltam as tripas, os enchidos, broa caseira, papas de farinha de milho, doce de Donsumil e as falachas. O artesanato também é um componente muito forte nesta feira que tem vindo a marcar significativamente a oferta nacional para esta época festiva.


Local: Mesão Frio - Porta do Douro


Horário:
29 de Novembro a 10 de Dezembro» in http://www.cm-mesaofrio.pt/


F.C. do Porto Basquetebol - Lusitânia 60 vs F.C. do Porto Ferpinta 105 - Os Dragões ascenderam à primeira posição, fazendo-o com pormenores de requinte, numa exibição pontuada pela conversão de 13 triplos e a superação da barreira dos 100 pontos!




«SUBIDA A "TIRO" PARA LÁ DOS 100


O calendário devolveu o campeão à sua posição natural. Ao acerto, com quase um mês de atraso, o FC Porto Ferpinta ascendeu à primeira posição, fazendo-o com pormenores de requinte, numa exibição pontuada pela conversão de 13 triplos e a superação da barreira dos 100 pontos (60-105). Resistir ao jogo demolidor dos Dragões era pedir demais. Muito mais do que o Lusitânia alguma vez poderia.


Mais do que a confirmação da redescoberta do lançamento exterior (ensaiada três dias antes, frente ao Ginásio), do ajuste competitivo, feito no Dragão Caixa, para onde a intempérie dos Açores devolveu a jornada, sobressaiu a capacidade anotadora do campeão, que se distingue também como a primeira equipa da actual edição da Liga a inscrever o resultado com três dígitos, sem recurso a tempo extra.


Num ritmo intenso, que traçou diferenças acentuadas logo ao primeiro período (12-32), os azuis e brancos alargaram distâncias com uma interessante selecção de "tiro" exterior (62 por cento de eficácia), capítulo em que Carlos Andrade, Nuno Marçal e João Santos sobressaíram em relação aos restantes, com cada um deles a converter três lançamentos.


Sinal sintomático da capacidade de finalização dos Dragões, que passam a distinguir-se também como a equipa com maior número de pontos marcados (626), é o facto de todos os jogadores terem encestado e de cinco deles terem superado a dezena, com Nuno Marçal a distinguir-se como o MVP e o melhor marcador da partida, com 16, depois de apenas 17:16 minutos em jogo.


Visivelmente satisfeito com o desempenho portista, Moncho López referiu-se, no final, a "um jogo magnífico", em que "a equipa mostrou ambição, ritmo e paixão". Aliás, o técnico galego só não falou em perfeição devido ao trabalho defensivo menos conseguido no último período, antes de assumir que o facto de o FC Porto Ferpinta só regressar ao Dragão a 28 de Janeiro, para receber, por capricho de um calendário absurdo, novamente o Lusitânia, "funcionou como motivação extra".


Após o registo de sete vitórias em sete partidas, o campeão terá de cumprir, consecutivamente, seis jogos fora até ao reencontro com os adeptos, numa "situação anormal" que o treinador se revela incapaz de entender, logo depois de extrair o mais relevante de todas as conjecturas: "Estamos em primeiro. Isso é que é importante".


FICHA DE JOGO


Campeonato da Liga, 3.ª jornada
29 de Novembro de 2011
Dragão Caixa, no Porto
Assistência: 412 espectadores


Árbitros: Luís Lopes, Nuno Monteiro e Jorge Cabral


LUSITÂNIA (60): Ricky Franklin (14), Augusto Sobrinho (9), Mohamed Camara (10), Brian Mills (9), Marcel Monplaisir (8); Brice Fantazia (6), Renato Lindmets (3), Miguel Freitas (1)
Treinador: Nuno Barroso


FC PORTO FERPINTA (105): Reggie Jackson (6), Carlos Andrade (15), João Santos (13), Miguel Miranda (10) e Greg Stempin (12); José Costa (3), Nuno Marçal (16), Miguel Maria (8), Rob Johnson (9), David Gomes (3), Diogo Correia (6), André Boavida (4)
Treinador: Moncho López


Ao intervalo: 28-51
Por períodos: 12-32, 16-19, 9-29 e 23-25» in http://www.fcporto.pt/OutrasModalidades/Basquetebol/Noticias/noticiabasquetebol_baslusitaniafcp_291111_65479.asp

29/11/11

Poesia - O Meu Amigo e Poeta, Ângelo Ochôa, interpela-nos com o Poemeto: "Algum elo cambiante""




"Algum elo cambiante
espera que se quebre verso?
Som a remexer torpe ouvido?
Melodia não transcrita?
Correnteza extraordinária?
Arrumador de tabacos
na maquineta automática
relata idos com
manguchi independentista."

(Ângelo Ochôa, Poeta)



(Página 36ª das 120 de Os Meus 675 Poemas. Ângelo Ochôa.)

Amarante - Em 2011 o prémio Restaurantes Vínicos foi atribuído ao restaurante Largo do Paço!




«Vinhos Verdes portugueses voltam a destacar-se na “Best of Wine Tourism”


A Região Demarcada dos Vinhos Verdes portugueses foi distinguida com o prémio internacional “Best of Wine Tourism” da Great Wine Capitals . A cerimónia decorreu em Mainz, na Alemanha. Em destaque estiveram os vinhos produzidos sem recurso a produtos químicos no Solar de Merufe, em Viana do Castelo.
De acordo com as informações divulgadas pelo AICEP este é o quarto ano que esta região arrecada este prémio da categoria “Práticas Sustentáveis de Enoturismo”.
Os prémios Best of Wine Tourism são atribuídos todos os anos, com o objetivo de distinguir os produtores de vinho de excelência no que diz respeito a práticas sustentáveis na área do turismo vínico.
Em 2008, a Quinta do Tamariz (Sociedade Agrícola da Quinta de Santa Maria, S.A.) foi premiada na categoria Architecture, Parks and Gardens. Em 2010 foi a vez da Quinta da Baseira e Quinta de Freixo, em Amarante ser distinguida na categoria Sustainable Wine Tourism Practices. Em 2011 o prémio Restaurantes Vínicos foi atribuído ao restaurante Largo do Paço enquanto a Quinta da Aveleda foi distinguida na categoria Architecture, Parks and Garden. A esta lista junta-se agora o Solar de Merufe.» in http://www.jornaldoalgarve.pt/2011/11/vinhos-verdes-portugueses-voltam-a-destacar-se-na-best-of-wine-tourism/
(Casa de Calcada in Amarante / the north of Portugal / Portugal)

Amarante Criminalidade - No âmbito de diligências de inquérito em processos por furto, o Destacamento Territorial de Amarante através do seu Núcleo de Investigação Criminal realizou, no passado dia 25, uma busca domiciliária na localidade de Amarante!





«Amarante: Apreensão de 250 quilogramas de fio de cobre

No âmbito de diligências de inquérito em processos por furto, o Destacamento Territorial de Amarante através do seu Núcleo de Investigação Criminal realizou, no passado dia 25, uma busca domiciliária na localidade de Amarante.


Da referida busca, resultou a constituição de dois arguidos, maiores, de nacionalidade portuguesa, residentes em Amarante, bem como a apreensão de aproximadamente 250 quilogramas de fio de cobre, dois arados agrícolas em ferro, um cilindro de água quente, um martelo pneumático, um pote de alambique já cortado, várias chapas em cobre, presumivelmente utilizadas nos potes de transformação da EDP, e vários rolos de cavalagem de fio em cobre.» in http://www.averdade.com/index.php?info=YTozOntzOjU6Im9wY2FvIjtzOjExOiJub3RpY2lhX2xlciI7czoxMDoiaWRfbm90aWNpYSI7czo0OiI0NTQ5IjtzOjk6ImlkX3NlY2NhbyI7czoxOiIzIjt9

Amarante - Festa de Santo André de Padronelo, dias 30 Novembro e 1 de Dezembro, desta freguesia que se situa entalhada entre as vias de Trás-os-Montes e o Alto Douro!



«Associação Recreativa de Padronelo Dia 30:


19.00h - Missa em honra de Stº André, padroeiro da freguesia
19.30h - Arruada pelo grupo de Bombos de Stº André de vila Boa de Quires
21.30h - Atuação do Duo Bailarte
24.00h - Sessão de fogo de artificio


DIA 1:
15.00h - Atuação da Violinista Antonieta Gonçalves
16.00h - Teatro «O Alfaite Corajoso» - Grupo Juvenil da Arpa
17.00h - BREAKDANCE - Grupo Juvenil da Arpa»





«Padronelo


Segundo alguns autores, Padronelo – ou Pradonello – é um topónimo relacionado com o domínio romano em Portugal. É diminutivo de padrão, aluindo talvez a algum marco miliário da estrada romana que por aqui passava. Dista três quilómetros da sede do Concelho e é atravessada pelo rio Ovelha, que neste troço toma o nome do local Mendes.


Pequena freguesia do concelho de Amarante, é delimitada por cinco outras povoações: Lufrei, Madalena, Lomba, Jazente e Gondar.


Santo André de Padronelo foi Curato da apresentação do Convento de São Gonçalo de Amarante. Pertenceu ao extinto Concelho de Gestaço.


Da história mais recente de Padronelo, ressalta a fundação da Fábrica de Lanifícios Garcia e Ribeiro, que aqui se instalou em 1859, aproveitando a água do rio Ovelha.


Apenas a partir de 1940 Padronelo se escreve desta forma. Até aí, aparecia também registado como Padornelo.


O facto de ser atravessada por duas estradas de grande movimento mantém a terra em contacto permanente com o exterior. Ao contrário do que acontece com a maioria das freguesias rurais. Ao mesmo tempo, o aproveitamento de uma praia fluvial, na margem do Rio Ovelha, veio concretizar, as potencialidades turísticas da freguesia, até porque a mesma dispõe de uma série de infra-estruturas de apoio aos seus visitantes.» in http://www.padronelo.pt/index.php?page=historia


«Santo André


Biografia de Santo André:
Santo André é um apóstolo cristão, irmão de São Pedro.


Apóstolo de Jesus Cristo nascido em Betsaida da Galiléia, escolhido para ser um dos Doze, e nas várias listas dos Apóstolos dadas no Novo Testamento é sempre citado entre os quatro primeiros junto com Pedro, João e Tiago, sendo seu nome mencionado explicitamente três vezes: por ocasião do discurso escatológico de Jesus (Mc 13,3), na primeira multiplicação dos pães e dos peixes (Jo 6,8) e quando, juntamente com Filipe, apresenta a Jesus alguns gentios (Jo 12,22).


Também pescador em Cafarnaum, foi o primeiro a receber de Cristo o título de Pescador de Homens e tornou-se o primeiro a recrutar novos discípulos para o Mestre. Filho de Jonas tornou-se discípulo do João Batista, cujo testemunho o levou juntamente com João Evangelista a seguirem Jesus e convencer seu irmão mais velho, Simão Pedro a seguí-los.


Desde aquele momento os dois irmãos tornaram-se discípulos de Cristo e deixaram tudo para seguir a Jesus. No começo da vida pública de nosso Senhor ocupararam a mesma casa em Cafarnaum. Segundo as Escrituras esteve sempre próximo ao Cristo durante sua vida pública. Estava presente na Última Ceia, viu o Senhor Ressuscitado, testemunhou a Ascensão, recebeu graças e dons no primeiro Pentecostes e ajudou, entre grandes ameaças e perseguições, a estabelecer a Fé na Palestina, passando provavelmente por Cítia, Épiro, Acaia e Hélade. Para Nicéforo ele pregou na Capadócia, Galácia e Bitínia, e esteve em Bizâncio, onde determinou a fundação da Igreja local e apontou São Eustáquio como primeiro bispo.


Finalmente esteve na Trácia, Macedônia, Tessália e Acaia. Segundo a tradição foi crucificado em Patros da Acaia, cidade na qual havia sido eleito bispo, durante o reinado de Trajano, por ordem do procônsul romano Egéias. Atado, não pregado, a uma cruz em forma de X, que ficou conhecida como a cruz de Santo André, ainda que a evidência disso não seja anterior ao século catorze. Suas relíquias foram transferidas de Patros para Constantinopla (356) e depositadas na igreja dos Apóstolos (357), tornando-se padroeiro desta cidade. Quando Constantinopla foi tomada pelos franceses no início do século treze, o Cardeal Pedro de Cápua trouxe as relíquias à Itália e as colocou na catedral de Amalfi, onde a maioria delas ainda permanece.


É honrado como padroeiro da Rússia e Escócia e no calendário católico é comemorado no dia 30 de novembro, data de seu martírio.» in http://www.e-biografias.net/biografias/santo_andre.php

Política Internacional - A dívida de Angola a Portugal totaliza 1,04 mil milhões de euros, anunciou o ministro das Finanças angolano!




«Angola deve mais de mil milhões de euros a Portugal


A dívida de Angola a Portugal totaliza 1,04 mil milhões de euros, anunciou o ministro das Finanças angolano.


Carlos Alberto Lopes, convidado do programa "Espaço Público", transmitido aos domingos à noite pela Televisão Pública de Angola (TPA), acrescentou que Angola deve no total 23,5 mil milhões de euros.


Daquele valor, 13 mil milhões dizem respeito à dívida externa e os restantes 10,5 mil milhões a dívida interna, resultante de emissões de obrigações e bilhetes de Tesouro, que servem para financiar o Programa de Investimento Público em curso e antecipar as receitas em função dos planos mensais de caixa, respectivamente.


Quanto aos maiores credores externos, além de Portugal, Angola deve 4,2 mil milhões de euros à China, outros 1,3 milhões de euros ao Brasil e ainda 902 milhões de euros a Espanha, especificou Carlos Alberto Lopes.


O parlamento angolano aprovou na generalidade, no dia 15, o Orçamento Geral de Estado para 2012, que contempla receitas e despesas no valor estimado em 4,42 triliões de kwanzas (34,12 mil milhões de euros).


Actualmente está em curso o processo de debate na especialidade, com a votação final agendada para 9 de Dezembro.


No passado dia 25, o vice-ministro do Planeamento, Pedro Luís da Fonseca, as Finanças, salientou que o OGE2012 "está no limite dos recursos" que foi possível mobilizar.


O Orçamento Geral do Estado prevê uma taxa de crescimento da economia de 12,8% em 2012, enquanto a meta de inflação está estimada em 10%.» in http://economico.sapo.pt/noticias/angola-deve-mais-de-mil-milhoes-de-euros-a-portugal_132498.html
------------------------------------------------------------------------------------------------
Ora o PIB de Portugal em 2011 deverá rondar os 170 mil milhões de euros... portanto esta dívida de angola deverá rondar aproximadamente 0,5% do PIB Nacional... ganharemos muito mais se esquecermos esta dívida, digo eu que não sou economista!


Eu Sou África - 1º Episódio - (ANGOLA )

28/11/11

Cidade do Porto - A "movida" do Porto chegou às páginas do New York Times, através de uma reportagem do jornalista de viagens Seth Sherwood que elogia a nova oferta cultural, turística e de lazer da cidade!




«New York Times elogia vida noturna do Porto


A "movida" do Porto chegou às páginas do New York Times, através de uma reportagem do jornalista de viagens Seth Sherwood que elogia a nova oferta cultural, turística e de lazer da cidade.


Ler mais: http://aeiou.expresso.pt/inew-york-timesi-elogia-vida-noturna-do-porto=f690224#ixzz1f27oTRTE


A "movida" do Porto chegou às páginas do New York Times, através de uma reportagem do jornalista de viagens Seth Sherwood que elogia a nova oferta cultural, turística e de lazer da cidade.


"Um novo quarteirão 'à pinha' de vida noturna está a ganhar forma, e uma florescente cena criativa que tem de tudo, desde um emergente centro de design a uma vanguardista Casa da Música desenhada por Rem Koolhaas, um espaço de concertos deslumbrante", descreve Sherwood.


O jornalista, baseado em Paris, afirma que a "segunda maior metrópole de Portugal" já não precisa de se "encostar" à reputação do famoso vinho digestivo com o mesmo nome.


"E há grandes notícias para os enófilos também. Com a emergência da região do Douro como berço de vinhos tintos premiados -- não apenas o Porto --, o Porto (conhecido também como Oporto) pode agora inebriá-lo com uma miríade de 'vintages', novos restaurantes ambiciosos e até hotéis vínicos temáticos", realça o repórter.


No artigo "36 Horas no Porto, Portugal", já disponível online
(http://travel.nytimes.com/2011/11/27/travel/36-hours-in-porto-portugal.html ) e a ser publicado na edição de domingo do New York Times em papel, são apresentados 11 pontos de passagem/paragem de um percurso pela cidade que começa às 18:00 de uma sexta-feira e termina ao meio-dia de domingo.


Um "passeio barato (2,50 euros)" de elétrico entre a Praça do Infante e a Foz marca o início da viagem, que é seguida de uma Super Bock saboreada numa explanada à beira rio e de um jantar de Francesinha, "a sanduíche local não aprovada por cardiologistas".


O dia termina no Hard Club, no "renascido" Mercado Ferreira Borges, e o sábado começa noutro mercado, o do Bolhão, a que se segue uma visita às galerias da Rua Miguel Bombarda e à Casa da Música.


Depois do jantar num "restaurante literário", Sherwood "mergulha" na incontornável "movida" dos bares do quarteirão das ruas Galeria de Paris e Cândido dos Reis.


Os jardins e museu de Serralves e as caves do Vinho do Porto, em Gaia, completam o passeio, que é acompanhado de 17 fotografias e de duas propostas extremas de alojamento, num hostel (20 euros) e num hotel vínico (139 euros).


Ler mais: http://aeiou.expresso.pt/inew-york-timesi-elogia-vida-noturna-do-porto=f690224#ixzz1f27UnR9R» in http://aeiou.expresso.pt/new-york-times-elogia-vida-noturna-do-porto=f690224

(Cidade do Porto)

(A bela cidade do Porto / The beautiful Oporto city)

(Porto Portugal)

(PORTO - Cidade Mágica)

Voluntariado - O Banco Alimentar contra a fome angariou mais de 2.950 toneladas de alimentos durante o fim-de-semana na campanha realizada em 1.615 superfícies comerciais do país e que atingiu resultados semelhantes aos do ano passado!

Banco Alimentar Contra a Fome recolhe alimentos

«Campanha do Banco Alimentar angariou mais de 2.950 toneladas de alimentos


O Banco Alimentar contra a fome angariou mais de 2.950 toneladas de alimentos durante o fim-de-semana na campanha realizada em 1.615 superfícies comerciais do país e que atingiu resultados semelhantes aos do ano passado.


De acordo com um comunicado do Banco Alimentar, os géneros alimentares recolhidos em 1.615 superfícies comerciais vão ser distribuídos na próxima semana a mais de 2.047 Instituições de Solidariedade Social que os vão entregar a 329 mil pessoas com carências alimentares. A presidente da Federação dos Bancos Alimentares Contra a Fome, Isabel Jonet, refere em comunicado que “tanto as quantidades recolhidas como o número de voluntários (mais de 36 mil) ultrapassaram todas as expetativas”. “Em termos de quantidades, os resultados atingidos comparam muito razoavelmente com os melhores alcançados no ano passado por esta altura do ano, pese embora a evidente contração do rendimento disponível e do poder de compra dos portugueses”, refere Isabel Jonet. Ao longo desta semana, até domingo os portugueses podem ainda contribuir para os Bancos Alimentares Contra a Fome on line, no site www.alimentestaideia.net, uma nova plataforma de recolha de alimentos na Internet. A nova plataforma permite comprar na Internet “ao mais baixo preço do mercado, um conjunto de seis produtos alimentares para ajudar as famílias e cujo pagamento pode ser feito por Multibanco ou Visa. Em 2010, os 19 Bancos Alimentares Contra a Fome Operacionais distribuíram um total de 26.567 toneladas de alimentos, ou seja um movimento médio de 106 toneladas por dia útil”.


Lusa» in http://noticias.sapo.pt/nacional/artigo/campanha-do-banco-alimentar-anga_1703.html

(Banco Alimentar Contra a Fome... EM PERIGO)

F.C. do Porto Sub-15: F.C. do Porto 6 vs Boavista 0 - Mesmo a jogar em inferioridade numérica desde os 15 minutos, por expulsão de Leandro, a equipa Sub15 do FC Porto recebeu e venceu, por 6-0, o Boavista, em jogo da 14.ª jornada da primeira fase do Campeonato Nacional de Juniores C!




«SUB15 GOLEIAM MESMO COM MENOS UM


Mesmo a jogar em inferioridade numérica desde os 15 minutos, por expulsão de Leandro, a equipa Sub15 do FC Porto recebeu e venceu, por 6-0, o Boavista, em jogo da 14.ª jornada da primeira fase do Campeonato Nacional de Juniores C, disputado este sábado, no mini-estádio do Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia.


Os golos dos Dragões, que viram a vantagem sobre o segundo classificado (o Paços de Ferreira) aumentar para 17 pontos, foram apontados por João Gonçalo (2), Luís Mata (2), Paulo Alves e Camará. Os portistas, que contam por vitórias todos os jogos disputados, somam 42 pontos.» in http://www.fcporto.pt/Noticias/Formacao/noticiaformacao_futsub15fcpboavistacro_271111_65421.asp

27/11/11

Música Portuguesa - Fadistas, instrumentistas, editores discográficos, políticos, diversas personalidades ligadas ao Fado, a Lisboa e à Cultura, expressaram o seu contentamento pela classificação do Fado como Património Imaterial da Humanidade, uma distinção que “é de todos” como destacou Mariza!




«Fado: Contentamento pela distinção que "é de todos"
27 de novembro de 2011


Fadistas, instrumentistas, editores discográficos, políticos, diversas personalidades ligadas ao Fado, a Lisboa e à Cultura, expressaram o seu contentamento pela classificação do Fado como Património Imaterial da Humanidade, uma distinção que “é de todos” como destacou Mariza.


O musicólogo Rui Vieira Nery que preside à Comissão Científica da candidatura afirmou "que é uma vitória muito grande para o Fado, é uma vitória para a Cltura portuguesa no seu conjunto, é uma vitória para Portugal e para a imagem de Portugal no mundo".


Um "motivo de orgulho para todos os portugueses" enfatizou o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.


"Este reconhecimento constitui um motivo de orgulho para todos os Portugueses: a partir deste momento, o Fado é reconhecido como um Património de toda a Humanidade, um valor inestimável no presente e uma herança cultural importante para as gerações futuras", lê-se na mensagem do chefe de Estado divulgada no "site" da Presidência da República.


Uma “grande alegria”, como referiram a diretora do Museu do Fado, Sara Pereira, e o guitarrista José Pracana que prognosticou que “agora mais gente se vai interessar” pelo género musical.


O secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas que a candidatura aprovada hoje em Bali, “segue-se ao reconhecimento internacional que o Fado já tinha”.


“Este reconhecimento da UNESCO é a confirmação do talento, do génio propriamente de um elemento fundamental da Cultura portuguesa”, disse o governante.


Do lado da oposição, o líder do PS, José Seguro, espera que a distinção inspire os portugueses “nestes momentos difíceis”. O Fado “está de parabéns” e “merece o reconhecimento”, escreveu no seu facebook o líder socialista.


Os comunistas, por seu turno salientaram em comunicado que a proclamação “valoriza a língua e a cultura portuguesas" e realçam a importância de uma canção "tão intrinsecamente ligada a Portugal", à "cidade e ao povo de Lisboa".


O fadista Duarte defendeu que esta distinção "deve trazer mais valias para o Fado em si e não apenas para algumas pessoas dentro do Fado".


O poeta José Luís Gordo afirmou que o galardão incentivará novos estudos e pesquisas para os quais são necessários fundos, enquanto José Pracana referiu que “incentivará os jovens” que cantam, tocam e compõem.


Para a Associação Portuguesa dos Amigos do Fado, a distinção “responsabiliza-nos” mas espera que “possa dinamizar mais os estudos sobre o Fado e divulgar o seu património cultural”.


Para Ana Moura, “o Fado sempre foi Património da Humanidade”, e acrescentou que distinção “vai aconchegar a alma [dos portugueses] e encher-nos a todos de orgulho”.


Maria da Fé qualificou a classificação como "uma coisa maravilhosa para o Fado e para o nosso país", considerando que "daqui para a frente é uma incógnita" mas afirmou a "esperança que traga mais clientes, não só turistas como, muito especialmente, portugueses" às casas de Fado que todos dias apresentam este género musical, sem amplificações.


Camané afirmou que distinção trará maior divulgação e António Rocha, por seu turno, disse que irá dar mais trabalho" a quem atua nos palcos internacionais.


A candidatura do Fado foi lançada em 2004 pelo então presidente da Câmara de Lisboa, Pedro Santana Lopes, que escolheu como embaixadores os fadistas Mariza e Carlos do Carmo.


Foi aprovada por unanimidade pela Câmara de Municipal de Lisboa no dia 12 de maio de 2010 e apresentada publicamente na Assembleia Municipal, no dia 01 de junho, tendo sido aclamada por todas as bancadas partidárias.


No dia 28 de junho de 2010, foi apresentada ao Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, e formalizada junto da Comissão Nacional da UNESCO. Em agosto desse ano, deu entrada na sede da organização, em Paris.


Hoje em Nusa Dua, na ilha indonésia de Bali, o VI Comité Inter-Governamental da UNESCO proclamou o Fado como Património Cultural Imaterial da Humanidade.


@Lusa» in http://musica.sapo.pt/noticias/distincao-e-uma-alegria-numa-altura-em-que-portugal-precisa-de-noticias-positivas


Alfredo Marceneiro - "Fado Cravo"
Alfredo Marceneiro - "É tão bom ser pequenino"
Alfredo Marceneiro - "O amor é água que corre"
José Cid - "O Fado de Nossa Senhora"
Maria Ana Bobone - "Fado da Sina"
Camané - "Fado da Sina"

Amália Rodrigues - "Estranha forma de vida" - (1965)

Mariza - "Cavaleiro Monge"

Dulce Pontes - "Lágrima" - (1995 Live)

Katia Guerreiro - "Vira dos Malmequeres"

Ana Moura - "Os Buzios"

Raquel Tavares - "Fado Cravo"

Cuca Roseta - "Nos Teus Braços"


"Estranha Forma de Vida


Foi por vontade de Deus
que eu vivo nesta ansiedade.
Que todos os ais são meus,
Que é toda minha a saudade.
Foi por vontade de Deus.


Que estranha forma de vida
tem este meu coração:
vive de forma perdida;
Quem lhe daria o condão?
Que estranha forma de vida.


Coração independente,
coração que não comando:
vive perdido entre a gente,
teimosamente sangrando,
coração independente.


Eu não te acompanho mais:
para, deixa de bater.
Se não sabes aonde vais,
porque teimas em correr,
eu não te acompanho mais."

(Letra e música: Alfredo Duarte)

Liga Zon/Sagres - F.C. Porto 3 vs S.C. Braga 2 - Mais uma vez os Dragões jogaram à Porto e faz toda a diferença... Hulk é mesmo incrível!

FC Porto vence e não vacila


«UMA VITÓRIA COM CABEÇA E CORAÇÃO


O FC Porto bateu o SC Braga por 3-2, num jogo em que Hulk, com dois golos e uma assistência, voltou a ser incrível. O brasileiro fez o 1-0 de cabeça, ainda na primeira parte, e depois a equipa teve alma e inteligência para interpretar os diferentes momentos do encontro e “matá-lo” nos minutos finais. Os Dragões continuam na liderança da Liga e estão há 50 jogos sem perder na prova.


A primeira parte foi totalmente dominada pelo FC Porto, que imprimiu um grande ritmo à partida. A qualidade do jogo ofensivo dos Dragões foi subindo com o passar do tempo, mas apenas aos 25 minutos o guarda-redes Quim foi forçado a uma defesa, após remate do Hulk. Na etapa inaugural, os bracarenses apenas assustaram Helton por uma vez.


O golo haveria de surgir aos 37 minutos: Defour teve uma grande arrancada e serviu James, que cruzou de pé esquerdo para cabeça de Hulk. Quim ficou a meio do caminho e o SC Braga passou a ser a segunda melhor defesa do campeonato fora do seu estádio, atrás do FC Porto, que tem apenas dois golos sofridos. Até ao descanso, houve várias jogadas entusiasmantes dos azuis e brancos, como um rodopio e remate de Hulk, aos 42 minutos, que quase dava o 2-0.


Nos primeiros 20 minutos da segunda parte, a toada do encontro foi a mesma, com amplo domínio portista. Aos 66, Alvaro cruzou da esquerda para a cabeça de James, obrigando Quim a uma grande defesa. Seguiu-se uma reacção do SC Braga, que, ainda assim, só aos 72 minutos criou perigo, num remate de Alan desviado por Helton.


O FC Porto soube resguardar-se no melhor momento do adversário e matar o encontro aos 78 minutos: João Moutinho e Hulk fizeram uma tabelinha, que culminou num remate fulminante do “Incrível”, à entrada da área. Sem conseguir responder ao coração e à qualidade técnica dos portistas, os bracarenses abriram brechas na sua defensiva que permitiram aos Dragões criar sucessivas oportunidades de golo, incluindo um tento anulado a Hulk por fora de jogo duvidoso. Mas o 3-0 chegaria pelo pé de outro suplente, Kléber, servido por Hulk, em mais uma arrancada imparável. Os dois brasileiros somam agora seis golos na Liga, sendo os melhores marcadores dos azuis e brancos.


Nos minutos finais, Lima marcou por duas vezes, reduzindo a desvantagem bracarense e tornando o resultado algo enganador, dado que os forasteiros se aventuraram poucas vezes no ataque. No entanto, fica o grito entoada nas bancadas: “o campeão voltou”. E esta é claramente uma equipa em crescendo, capaz de dar ainda muitas alegrias aos adeptos.


FICHA DE JOGO

FC Porto-SC Braga, 3-2

Liga Portuguesa 2011/12, 11.ª jornada
27 de Novembro de 2011
Estádio do Dragão, no Porto


Árbitro: Artur Soares Dias (Porto)
Assistentes: Rui Licínio e João Silva
Quarto árbitro: Cosme Machado


FC PORTO: Helton «cap»; Maicon, Rolando, Otamendi e Alvaro; Fernando, João Moutinho e Defour; Djalma, Hulk e James
Substituições: Djalma por Rodríguez (64m), Defour por Souza (64m) e James por Kléber (80m)
Não utilizados: Bracali, Belluschi, Fucile e Varela
Treinador: Vítor Pereira


SC BRAGA: Quim; Salino, Douglão, Ewerton e Paulo Vinícius; Djamal, Hugo Viana e Fran Mérida; Alan, Lima e Paulo César
Substituições: Fran Mérida por Mossoró (60m), Paulo César por Hélder Barbosa (70m) e Djamal por Nuno Gomes (76m)
Não utilizados: Berni, Rodrigo Galo, Vinicius e Rivera
Treinador: Leonardo Jardim


Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Hulk (37m e 78m), Kléber (82m) e Lima (88m, g.p. e 90m+2)
Disciplina: cartão amarelo a Alvaro (11m), Maicon (55m), Salino (73m) e Hulk (88m)» in http://www.fcporto.pt/Noticias/Futebol/noticiafutebol_futfcpbragacro_271111_65433.asp
2011.11.27 - (18h15) - FC Porto 3-2 Sp. Braga

F.C. do Porto Sub-19: F.C. do Porto 3 vs Rio Ave 1 - Dragões mantêm a liderança confortável do Campeonato Nacional, Zona Norte!




«JUNIORES A BATEM RIO AVE


O FC Porto recebeu e venceu este sábado o Rio Ave por 3-1, em jogo a contar para a 13.ª jornada do campeonato nacional de Juniores A, resultado que mantém os Dragões confortáveis na primeira posição.


Ao intervalo os jovens Dragões já venciam por 2-0, fruto dos golos de Alves (10m) e Vion (21m). Na segunda parte Ebo fez o terceiro golo do FC Porto.


Nem tudo foram rosas para os Dragõezinhos, que acabaram o jogo reduzidos a nove elementos, consequência das expulsões de Tiago Ferreira (59m) e Mikel (85m).


O FC Porto mantém a liderança confortável da primeira fase do campeonato nacional, totalizando 33 pontos, em 39 possíveis, mais dez do que o segundo classificado, que é o Sporting de Braga.


Na próxima jornada, marcada para o feriado de 1 de Dezembro, o FC Porto recebe o Nacional da Madeira.» in http://www.fcporto.pt/Noticias/Formacao/noticiaformacao_fuitjunfcparioave_261111_65405.asp

Alimentação - As castanhas têm das maiores concentrações «de substâncias com propriedades antioxidantes, anticancerígenas, anti-inflamatórias e cardioprotectoras», refere Vítor Hugo Teixeira, especialista em composição dos alimentos, da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto!




«À medida de um atleta


São ideais para celíacos. Não contêm glúten e ainda por cima são ricas em vitaminas. As castanhas têm das maiores concentrações «de substâncias com propriedades antioxidantes, anticancerígenas, anti-inflamatórias e cardioprotectoras», refere Vítor Hugo Teixeira, especialista em composição dos alimentos, da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto.


As vantagens nutricionais estão também na grande quantidade de hidratos de carbono, que torna este um fruto à medida dos «praticantes de exercício físico e atletas».


O nutricionista destaca ainda a presença de fibra: «Uma chávena de castanhas satisfaz cerca de 40% das necessidades diárias deste nutrimento». Isto contribui para a função intestinal, tal como a fermentação do amido da castanha.


Ainda que, de acordo com Vítor Hugo Teixeira, as castanhas sejam menos calóricas quando são cozidas, as assadas continuam a ser as preferidas.


Qualquer que seja a sua preparação, o corte tem sempre de ser feito, e não é só para as conseguir descascar melhor. O golpe na casca impede a castanha de rebentar no forno ou na panela.


Em Portugal, no século XVII, este fruto chegou a substituir o pão e as batatas, em especial, em Trás-os-Montes. Esta é, aliás, a zona que mais produz castanhas e onde cada ouriço chega a incluir três.


joana.andrade@sol.pt» in http://sol.sapo.pt/inicio/Vida/Interior.aspx?content_id=34825

(NOZES E CASTANHA AJUDAM A MEMÓRIA E COMBATEM MAU HUMOR)

Fauna - As Áreas Importantes para as Aves marinhas (IBAs) propostas pela Sociedade para o Estudo das Aves (SPEA) em 2008, como resultado do projecto LIFE IBAS marinhas, foram reconhecidas pela Convenção sobre Diversidade Biológica, mas em Portugal continental, estas IBAs inventariadas esperam ainda esta classificação!



«Áreas Importantes para as Aves Marinhas em Portugal não estão ainda classificadas


As Áreas Importantes para as Aves marinhas (IBAs) propostas pela Sociedade para o Estudo das Aves (SPEA) em 2008, como resultado do projecto LIFE IBAS marinhas, foram reconhecidas pela Convenção sobre Diversidade Biológica, mas em Portugal continental, estas IBAs inventariadas esperam ainda esta classificação.


Em 2008 foi finalizado o Projecto LIFE IBAs Marinhas, um projecto pioneiro coordenado pela SPEA e desenvolvido em paralelo com um projecto semelhante implementado em Espanha pela Sociedade Espanhola de Ornitologia (SEO), cujo resultado principal foi a identificação e descrição em inventário das Áreas Importantes para as Aves (IBA) marinhas em Portugal e Espanha.


No âmbito de ambos os projectos, a definição destas IBAs pressupõe, a sua posterior classificação como Áreas Marinhas Protegidas (AMPs) - aplicação da Rede Natura 2000 ao meio marinho, por parte dos governos Português e Espanhol. Em Espanha, o Governo decretou com o requerido estatuto legal 41 das 44 IBAs do inventário. Já em Portugal continental, todas as IBAs do inventário esperam ainda esta classificação, estando sujeita a sucessivos, incompreensíveis e infundados adiamentos por parte do Governo Português.


“Apesar do pioneirismo do projecto LIFE IBAs marinhas, do qual o Instituto da Conservação da Natureza e Biodiversidade também foi parceiro, o Governo Português continua a ficar para trás quando se trata de decretar IBAs marinhas com o estatuto legal exigido”, comenta Iván Ramírez, coordenador do Programa
Marinho da SPEA.


No passado mês de Setembro, no âmbito de uma proposta da BirdLife Internacional, organização da qual a SPEA é o parceiro Português, à Convenção sobre a Diversidade Biológica (CBD), as 4 IBAs oceânicas definidas no inventário de IBAs Português, foram reconhecidas como Áreas Marinhas de Importância Ecológica e Biológica (EBSAs). Este reconhecimento constitui mais um êxito do trabalho realizado pela SPEA e uma validação por entidades internacionais independentes e conceituadas, dos critérios usados para a definição destas áreas como IBAs.


As EBSAs são definidas com base em critérios científicos, e são utilizadas como ferramentas para identificar áreas importantes para a estrutura e o funcionamento dos ecossistemas marinhos, ou de um ecossistema em particular. Esta classificação não confere um estatuto legal, e estas áreas não
são geridas da mesma maneira que as AMPs. Esta classificação tem como intuito sensibilizar e alertar para as actividades que possam de alguma maneira constituir uma ameaça para uma área.


Esta classificação internacional vem salientar a urgência de um processo de classificação das IBAs como Áreas Marinhas Protegidas por parte do Governo Português, ao abrigo do que ficou estabelecido no projecto LIFE Marinhas, atribuindo dessa forma uma protecção legal às áreas já definidas como ecologicamente importantes para a biodiversidade marinha nas nossas águas.


Fonte: www.spea.pt» in


AVES NO ESTUÁRIO DO DOURO - (RTP)

26/11/11

F.C. do Porto Sub-17 - Candal 0 vs F.C. do Porto 2 - Dragões vencem no Candal e seguem na frente!




«JUNIORES B VENCERAM NO CANDAL


A equipa Sub17 do FC Porto venceu este sábado no terreno do Candal, por 2-0, em encontro da 14.ª jornada da 1.ª fase do Nacional de Juniores B. Um golo madrugador de Belinha (3m) e outro de Ivo (57m) permitiram aos Dragões somar mais três pontos.


A formação orientada por Nuno Capucho mantém-se isolada na liderança da série B do campeonato nacional, com 40 pontos e mais dois jogos do que o Boavista, que tem 34.


O FC Porto alinhou com José Carlos, Marcelo, André Ribeiro (José Pedro, 68m), Tomás Podstawski «cap.», Luís Rafael, Francisco Ramos, Ivo (Pedro Santos, 71m), Belinha, André Silva, Graça e Francisco Costa (Nuno Santos, 54m).» in http://www.fcporto.pt/Noticias/Formacao/noticiaformacao_futsub17fcpcandal_261111_65413.asp

F.C. do Porto Basquetebol: F.C. do Porto Ferpinta 96 vs Ginásio 41 - Dragões demolidores e com equipa a toda a rodar, deixam casino na penúria...



«GINÁSIO FOI SPA


96-41. Não é erro de leitura ou lapso de redacção. É só diferença bastante para transformar o jogo da sétima jornada da Liga no mais suave treino portista da época, proporcionando às estrelas do campeão um longo período de repouso, a que só faltou tratamento de beleza, enquanto viam crescer a distância para o Ginásio, até aos 55 pontos finais. Foi assim este sábado, no Dragão Caixa. Um sossego.


Apesar de quase imperceptível e escrita de forma indelével, a história do jogo esteve lá, escondida atrás de um desfecho impensável e de uma diferença insondável entre opositores. Não é à toa que os Dragões só têm vitórias e desde muito cedo se percebeu-se também que não é por acaso que o Ginásio só conta derrotas. Mais do que isso, ficou claro que, com esta equipa, Salvador, o treinador, não tem salvação.


Para os Dragões, o compromisso da sétima jornada decorreu, então, a ritmo de treino. Mas dos de descompressão, daqueles (poucos) em que Moncho López se autoriza a umas breves pausas competitivas. Ao final do primeiro período, o vencedor estava encontrado, depois de um amplo parcial de 22-3, que, afinal, nem andava muito distante da produção azul e branca nos minutos iniciais de encontros recentes, como com a Ovarense ou o Terceira Basket.


O tempo restante, em que a vantagem quebrou bem cedo a barreira das quatro dezenas, tratou apenas de confirmar a amostra do quarto inicial e permitir ao treinador galego proceder a uma rotação mais profunda, que chegou a transmitir a sensação de que o jogo se poderia disputar no banco, onde se sentou demoradamente o cinco inicial, ao ponto de Greg Stempin, o mais utilizado entre os titulares, não ter jogado mais de 21 minutos.


Autor de quatro triplos, Nuno Marçal foi o MVP da partida, com 14 pontos (tantos como Miguel Maria) e 7 ressaltos, num jogo em que os 14 jogadores escalados por Moncho López ultrapassaram os 10 minutos de utilização.


FICHA DE JOGO


Campeonato da Liga, 7.ª jornada
26 de Novembro de 2011
Dragão Caixa, no Porto
Assistência: 623 espectadores


Árbitros: Paulo Marques, Hugo Antunes e Pedro Maia


FC PORTO FERPINTA (96): Reggie Jackson (11), Carlos Andrade (5), João Santos (0), Miguel Miranda (9) e Greg Stempin (8); Diogo Correira (7), João Soares (7), David Gomes (3), Rob Johnson (10), Miguel Maria (14), José Costa (8), Nuno Marçal (14)
Treinador: Moncho López


GINÁSIO (41): Francisco Destino (6), Tauras Skripkauskas (16), Pedro Rocha (2), Daniel Caluico (10) e Pedro Silva (4); Gonçalo Machado (0), Marco Rosa (0), Nuno Pereira (0), David Martins (0), George Ehiagwina (3)
Treinador: Sérgio Salvador


Ao intervalo: 45-15
Por períodos: 22-3, 23-12» in http://www.fcporto.pt/OutrasModalidades/Basquetebol/Noticias/noticiabasquetebol_basfcpginasiocro_261111_65417.asp
Pin It button on image hover