30/11/10

Desporto Andebol: F.C. do Porto Vitalis 36 vs Dunaferr SE 22 - Dragões Apurados para os oitavos de Final da Taça EHF, onde vão defrontar os Espanhois do Ademar Léon!

«Taça EHF: Dragões nos oitavos-de-final

O FC Porto Vitalis qualificou-se, este domingo, para os oitavos-de-final da Taça EHF, ao vencer o Dunaferr SE, por 36-22. O jogo realizou-se no Pavilhão Dragão Caixa, sob o olhar atento de mais de seis centenas de espectadores.
Os azuis e brancos adiantaram-se na eliminatória na sexta-feira, também com uma goleada (27-37), confirmando a supremacia sobre a equipa húngara no encontro desta tarde, não tendo conferido qualquer hipótese ao adversário.
O arranque dos Bicampeões de Portugal foi absolutamente avassalador, ao ponto de os visitantes só terem marcado pela primeira vez aos 17 minutos, numa altura em que já haviam encaixado oito golos.
A toada ofensiva portista manteve-se até ao intervalo, com o placar a registar, nesse momento, um resultado impressionante de 16-5, pouco comum numa competição europeia, sobretudo nesta fase.
O treinador Ljubomir Obradovic aproveitou, como desejara, para fazer uma maior gestão do plantel, oferecendo mais minutos aos jogadores menos utilizados.
Na abertura do segundo tempo, o Dunaferr SE procurou reduzir o prejuízo, com os Dragões a reorganizarem-se rapidamente, voltando a distanciar-se no marcador.
Na etapa complementar, os húngaros estiveram melhor em termos ofensivos, mas também sofreram mais golos, nunca chegando, portanto, a ameaçar o triunfo do FC Porto Vitalis e muito menos o apuramento.
Os golos azuis e brancos tiveram a assinatura de Gilberto Duarte (9), Filipe Mota (6), Pedro Spínola (6), Tiago Rocha (5), Ricardo Pesqueira (4), Ricardo Moreira (2), Dario Andrade (2) e Jorge Silva (2).» in http://www.fcporto.pt/OutrasModalidades/Andebol/Noticias/noticiaandebol_andfcpdunaferrcro_281110_57272.asp


Andebol: Resumo FC Porto 36-22 Dunaferr.

Literatura - Fernando Pessoa morreu há 75 anos, mas a sua obra viverá eternamente!

«Fernando Pessoa morreu há 75 anos
2010-11-30

Fernando Pessoa morreu há 75 anos Os 75 anos sobre a morte de Fernando Pessoa vão ser assinalados hoje com a exibição do "Filme do desassossego", obra de João Botelho inspirada no poeta, que decorrerá no Teatro Nacional São Carlos, em Lisboa.
O filme de João Botelho é uma interpretação para cinema de "O livro do desassossego", de Bernardo Soares, um dos heterónimos do escritor.
A longa metragem inspirada na obra do poeta estreou-se no dia 29 de Setembro no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, e está a fazer um circuito de exibição pela rede de cineteatros, teatros municipais e nacionais até Janeiro.
Fernando António Nogueira Pessoa, um dos maiores poetas de língua portuguesa de sempre, faleceu em 1935, em Lisboa, com 47 anos.
Aos sete anos, Fernando Pessoa foi viver com a mãe para Durban, na África do Sul, onde fez os estudos, o que lhe proporcionou dominar a Língua Inglesa, na qual escreveu três dos quatro livros que publicou em vida.
Regressou a Portugal com 17 anos. Além de tradutor e correspondente comercial, foi empresário, editor, crítico literário, tradutor, jornalista, inventor e publicitário, ao mesmo tempo que produzia a sua obra literária, como por exemplo: «Mensagem» e «Livro do Desassossego».» inhttp://livros.sapo.pt/noticias/artigo/41430.html


«João Botelho estreia hoje «Filme do Desassossego» fora do circuito comercial (vídeo e fotos)

O realizador João Botelho começa nesta quarta-feira, em Lisboa, a «volta a Portugal em cinema» com «Filme do Desassossego», a sua interpretação de uma obra de Fernando Pessoa.
«Em vez de estrear no circuito habitual das salas comerciais, o filme será exibido em cineteatros de todo o país como se se tratasse da digressão de uma peça de teatro ou de um músico, disse João Botelho à agência Lusa.
A primeira exibição está marcada para esta quarta-feira no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, onde ficará em cartaz também de sexta-feira a domingo, no pequeno auditório.
Na estreia estarão presentes João Botelho e alguns actores que participaram no filme.
João Botelho escolheu esta forma de exibição, porque «Filme do Desassossego» é «demasiado precioso para ser ouvido com coca-colas, pipocas e telemóveis em centros comerciais». O cineasta explicou, no entanto, que não quer recorrer a este modelo para os próximos filmes.
«Filme do Desassossego» é uma adaptação de «O Livro do Desassossego», escrito por Bernardo Soares, um dos heterónimos de Fernando Pessoa, e nele o realizador quis preservar a palavra original.
O fio narrativo do filme concentra-se em três dias e três noites e conta com cerca de quarenta actores em curtas participações, como Rita Blanco, Alexandra Lencastre, Miguel Guilherme, Catarina Wallenstein ou Margarida Vilanova, entre outros. Todos eles dão corpo aos pensamentos de Bernardo Soares, enquanto este divaga por Lisboa.
O actor Cláudio da Silva é o protagonista do filme, interpretando Bernardo Soares, o ajudante de guarda-livros que, entre desabafos, lamentos e constatações, vai revelando os pensamentos fragmentados do seu desassossego.

No filme, há ainda uma ópera de Eurico Carrapatoso, «Marcha fúnebre para o rei Luís II da Baviera», canções de Caetano Veloso e presenças musicais de Lula Pena e dos fadistas Ricardo Ribeiro e Carminho.
Depois do CCB, «Filme do Desassossego» será exibido de 07 a 09 de Outubro no Teatro Nacional São João, no Porto, seguindo-se um périplo por 26 cidades, como Famalicão, Odivelas, Braga, Almada, Vila Real, Tavira e Guimarães.» in http://www.tvi24.iol.pt/cinebox/joao-botelho-filme-do-desassossego-fernando-pessoa-rita-blanco-alexandra-lencastre-miguel-guilherme/1194776-4059.html

Trailer 1 - Filme do Desassossego

Trailer Oficial - "Livro do Desassossego"

Grandes Livros - Episódio 8: "Livro do Desassossego", Fernando Pessoa

29/11/10

Desporto Futebol: Liga Espanhola - Barcelona 5 vs Real Madrid 0 - Lá como cá, a equipa do regime levou cinco golos na bagagem...

«Barcelona de sonho em Real pesadelo
 Por João Paulo Godinho

O grande Clássico do futebol espanhol revelou-se uma noite mágica para o Barcelona, que hoje goleou o Real Madrid por 5-0 e ascendeu assim ao topo do campeonato. Xavi, Pedro Rodriguez, Villa (2) e Jeffren fizeram os golos da vitória catalã.
Era o clássico de todas as estrelas, mas apenas as estrelas do Barcelona brilharam na noite fria da Catalunha. Uma noite de sonho para a equipa catalã, que goleou de forma categórica o Real Madrid por 5-0, impondo a primeira derrota a José Mourinho na Liga espanhola.
O triunfo começou a ser construído logo aos 10’, com Iniesta a descobrir Xavi no coração da área e o ‘cérebro’ do futebol blaugrana desviou com classe sobre Casillas para fazer o 1-0. Se antes já o Barcelona tinha avisado com uma bola ao poste, por Messi, aos 18’ surgiu um novo golpe duro para o Real Madrid.
Xavi descobre Villa isolado no flanco esquerdo, o ponta-de-lança espanhol dribla Sérgio Ramos e assiste Pedro Rodriguez para o 2-0. Fácil e eficaz, numa expressão cruel e inequívoca do domínio catalão na partida.
A equipa de José Mourinho, Ronaldo, Ricardo Carvalho e Pepe esboçou uma reacção, quase sempre assinada pelo avançado português. Ronaldo quase marcou de livre aos 35’ e depois reclamou penálti aos 38’, num lance com Valdés. Poucos minutos antes estivera ainda em foco numa ‘picardia’ com o guardião catalão e o treinador Pep Guardiola.
Na segunda parte, José Mourinho trocou Ozil por Lass, na perspectiva de tentar pressionar e travar o carrossel do Barcelona. As boas intenções não se reflectiram no relvado, onde os merengues acumulavam erros atrás de erros e bolas perdidas perante Messi, Xavi e Villa.
O argentino assumiu o papel de maestro e o Barcelona não tardou a aumentar a vantagem. Em três minutos (55’ e 58’) Villa ‘bisou’, na sequência de duas excelentes assistências de Messi, e elevou a noite do Real para um pesadelo que ninguém ousava imaginar.
Enquanto os merengues começaram a não esconder os nervos, os catalães deram um ‘show’ de futebol ofensivo. O resultado foi finalmente definido já aos 90 minutos, aos 5-0, com o golo do jovem Jeffren. Uma noite de sonho para o Barcelona, com o Real a mergulhar no abismo com a expulsão de Sergio Ramos já nos descontos por agressão a Messi.
José Mourinho terá de recuperar a equipa para a recepção na próxima jornada ao Valência. Por agora, o Barcelona foi maior no clássico dos dois colossos e segue assim na liderança, com dois pontos de vantagem sobre o Real.» inhttp://desporto.sapo.pt/futebol/internacional/liga_espanhola/artigo/2010/11/29/barcelona_real_madrid_final.html

Barcelona 5-0 Real Madrid 11/29/10 Gols : Xavi, Pedro, Davd Villa e Jefren

Política Nacional - De facto, Sócrates transformou Portugal numa Grande Mentira, com contornos de verdade... iludindo muito boa gente!


"P'ra mentira ser segura
e atingir profundidade,
tem que trazer à mistura
qualquer coisa de verdade."

(António Aleixo, Poeta)

28/11/10

Política Nacional - Timor Proclamou a Independência em 11 de Novembro de 1975, mas a Indonésia só a permitiu durante uma semana...

«Proclamação da Independência
28 de Novembro de 2010, 10:45

O Comité Central escolheu Xavier do Amaral para presidente da República e Nicolau Lobato para Primeiro-Ministro. Dos restantes membros do governo destaque para Mari Alkatiri como Ministro de Estado dos Negócios Políticos e José Ramos-Horta, Ministro dos Negócios Estrangeiros e da Informação Externa. A independência durou somente uma semana.

A 11 de Novembro de 1975 Angola proclamou unilateralmente a sua independência pelo MPLA e a FRETILIN seguiu-lhes o exemplo.

O ano conturbado de 1975

Estamos em Janeiro e no dia 20 deste mesmo mês a UDT e a FRETILIN criam uma coligação com vista a um processo de autonomia (prazo de 5 a 10 anos) para assegurar a independência de Timor-Leste. Passados quatro meses, a Comissão de Descolonização de Timor inicia a discussão com os Partidos Timorenses para a aplicação da Lei de Descolonização de Timor.

Os partidos e organizações políticas proliferaram então em Timor. Surgiram a União Democrática Timorense (UDT), apologista de uma autonomia com vista a uma eventual independência, porém integrada numa comunidade lusíada; a Associação Popular Democrática Timorense (APODETI), a favor de uma integração na Indonésia; e a Associação Social Democrática de Timor (ASDT), depois Frente Revolucionara de Timor Leste Independente (FRETILIN), conotada com a FRELIMO de Moçambique, defensores da independência. Surgiram também pequenos partidos como o KOTA (Klibur Oan Timur Aswai/Filhos dos Guerreiros da Montanha), apologistas da restauração do poder tradicional dos Liurais e o Partido Trabalhista, que pretendia mobilizar a classe trabalhadora. A 17 de Julho foi promulgada a Lei nº7/75, que define o processo de descolonização do país.

No entanto, a UDT rompe a coligação com a FRETILIN ainda no mês de Maio. Segundo consta, Ali Murtopo, chefe dos Serviços de Informação indonésio, é o culpado por esta ruptura na coligação, desencadeando uma propaganda contra a FRETILIN, exercendo pressão sobre a UDT.

Resultado? Nas eleições desse verão quente de 1975 (Julho), a FRETILIN obteve 55% dos votos em Lospalos. No mês seguinte, a UDT, não aceitando os resultados parte para uma ofensiva que desencadeia a guerra civil no território (Agosto de 1975)

Consequências? A população estrangeira de Dili começa a abandonar o território e a Administração Portuguesa sai em direcção a Ataúro. Cinco jornalistas australianos são assassinados em Balibó pelas tropas indonésias.

A ameaça do Comunismo

Ainda no rescaldo da Guerra do Vietname, os Americanos tentavam a todo o custo a expansão dos regimes comunistas naquela área do Oriente. Os media indonésios espalhavam noticias aterradoras da FRETILIN e implementação do regime comunista em Timor-Leste.

Ora tal acusação não caia muito bem no seio dos governos australiano, indonésio e americano. Qual seria a solução mais lógica e viável? A integração de Timor-Leste na Indonésia. Os EUA não iriam reagir caso a ONU levantasse problemas, de acordo com o presidente Ford. E tal desejo viria a concretizar-se, marcando de forma indelével os timorenses.» in http://noticias.sapo.tl/portugues/info/artigo/1109219.html

Uma excelente apresentação sobre a beleza natural de Timor Leste!

Today is Timor-Leste's Independence Day. Viva Timor-Leste!!
--------------------------------------------------------------
Timor que tem sido uma nação de sofrimento, mas que agora até se ofereceu para comprar dívida pública Portuguesa, vejam bem a que ponto José Sócrates deixou cair Portugal...

Amarante - O Amarantino Marinho Pinto foi reconduzido como Bastonário da Ordem dos Advogados, no próximo triénio!

«Eleições na Ordem dos Advogados - Marinho e Pinto reeleito bastonário, lista opositora ganha conselhos superior e distritais 
27 Novembro 2010 | 21:55

António Marinho e Pinto foi reeleito bastonário da Ordem dos Advogados, com 9.532 votos, uma maioria confortável de 46%. Já no conselho superior e nos distritais de Lisboa, Porto, Coimbra, Évora e Faro venceram as listas afectas ao candidato Fernando Fragoso Marques. O actual bastonário da Ordem dos advogados venceu as eleições para o triénio de 2011-2013. De acordo com os resultados já divulgados pela instituição, Marinho e Pinto conseguiu 9.532 votos, enquanto Fernando Fragoso Marques foi segundo, com 5.991 (29%), e Luís Filipe Carvalho terceiro, com 3666 (18%). A mesma fonte avança que os dados são ainda provisórios, uma vez que falta apurar a votação relativa ao Conselho Distrital da Madeira, onde a assembleia distrital foi suspensa.António Marinho e Pinto tem como objectivos para o próximo triénio concluir as reformas que entretanto tem vindo a levar a cabo, nomeadamente ao nível do acesso à profissão e na reorganização interna da Ordem. Em entrevista ao Negócios, após o anúncio da sua recandidatura, o bastonário afirmou que pretendia ver o seu mandato avaliado pelos advogados e, sendo eleito, dar continuidade ao trabalho já desenvolvido. Nas eleições realizadas sexta-feira, mas cujos resultados só foram conhecidos já na madrugada de hoje, venceu a lista para o Conselho Superior ligada a Fernando Fragoso Marques, pelo que Óscar Ferreira Gomes, que conseguiu 7.268 votos, será o próximo presidente deste órgão. A advogada Isabel Duarte, cuja lista era afecta a Marinho e Pinto, conseguiu 6.353 votos, sendo a segunda mais votada. O candidato João Pereira Rosa ficou na terceira posição, com 3.958 votos.Na votação para os conselhos distritais as listas afectas a Fragoso Marques saíram vencedoras em toda a linha. Vasco Marques Correia (Lisboa), Guilherme Figueiredo (Porto), Mário Diogo (Coimbra), Victor Tomás (Évora) e João Leandro (Faro) foram os candidatos eleitos para presidir aos órgãos distritais no próximo triénio.» in http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=456167
---------------------------------------------------------------
Parabéns a este ilustre amarantino, com origens na bonita freguesia de Vila Chã do Marão que foi reconduzido como Bastonário da Ordem dos Advogados!

Liga Zon/Sagres: Sporting C.P. 1 vs F.C. do Porto 1 - Dragões tiveram o jogo quase ganho, mas um deslize de Maicon não permitiu mais do que um bom empate!

«Um empate assim sabe a mais


O FC Porto empatou este sábado no terreno do Sporting (1-1), num encontro em que se deparou com inúmeras peripécias que o arredaram da luta pela vitória. Os Dragões tiveram de dar a volta a um golo irregular do adversário, a uma expulsão forçada, a agressões impunes e a um ambiente intimidatório. Valeu o golo de Falcao e um grande esforço colectivo.

Ainda antes do apito inicial, choveram vários objectos vindos da bancada e, durante o encontro, os arremessos foram-se sucedendo periodicamente. Empurrados por este ambiente, os jogadores da equipa da casa mostraram que vencer pela primeira vez o líder destacado da prova era quase o objectivo de uma época. Porém, os intentos saíram frustrados e os azuis e brancos mantêm 13 pontos de vantagem sobre o Sporting.

A primeira oportunidade de perigo foi do FC Porto: aos nove minutos, Belluschi desmarcou Falcao, que, isolado, atirou ao lado. Três minutos depois, o argentino pressionou Polga e o ressalto de bola quase traía o guarda-redes Rui Patrício. O Sporting reagiu a 15 minutos mais fortes dos Dragões, chamando a si a posse de bola, mas criando poucos embaraços a Helton.

Os lisboetas acabaram por chegar ao golo por intermédio de Valdés, aos 38 minutos, num lance irregular. Rui Patrício lançou o chileno, em posição de fora de jogo, sem que ninguém tocasse antes na bola. No segundo tempo, os Dragões aprestar-se-iam a rectificar esta injustiça.

As oportunidades do FC Porto sucederam-se no início da etapa complementar. Varela, Hulk e Falcao – num lance em que Rui Patrício agarrou a bola sobre a linha de golo – estiveram perto do empate, que não tardou. Aos 57 minutos, Moutinho serviu Hulk na direita, que cruzou para o desvio vitorioso de Falcao. Era um prémio merecido para 15 minutos de intensa pressão.

Aos 61 minutos, Maniche atingiu João Moutinho com violência, mas o lance passou em claro ao árbitro Jorge Sousa. Seis minutos depois, Belluschi teve um pontapé perigoso à baliza do Sporting. No lance seguinte, Maicon foi expulso, num lance em que Liedson enganou «bem» o árbitro, projectando-se para o chão, após a «dividida». Para além disso, Rolando ainda estava perto da jogada. Jorge Sousa preferiu mostrar o cartão vermelho.

O jogo mudou de feição e os Dragões tiveram de cerrar fileiras para segurar um resultado que não deixa de ser positivo, especialmente face às circunstâncias em que foi obtido. Os portistas mostraram que, para além da técnica, não lhes falta raça e carácter. Bater os azuis e brancos neste campeonato vai mesmo ser uma tarefa difícil.

Ficha de Jogo

Sporting-FC Porto, 1-1
Liga 2010/11, 12.ª jornada
27 de Novembro de 2010
Estádio José Alvalade, em Lisboa
Assistência: 35.063 espectadores

Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto)
Assistentes: José Ramalho e José Luís Melo
Quarto árbitro: Rui Costa

SPORTING: Rui Patrício; João Pereira, Daniel Carriço «cap.», Polga e Evaldo; Pedro Mendes, André Santos e Maniche; Valdés, Liedson e Postiga
Substituições: Valdés por Yannick (65m), Maniche por Vukcevic (69m) e Pedro Mendes por Saleiro (83m)
Não utilizados: Tiago, Torsiglieri, Zapater e Nuno André Coelho
Treinador: Paulo Sérgio

FC PORTO: Helton «cap»; Sapunaru, Rolando, Maicon e Rafa; Fernando, João Moutinho e Belluschi; Hulk, Falcao e Varela
Substituições: Varela por Guarín (65m), Falcao por Otamendi (72m) e João Moutinho por Fucile (85m)
Não utilizados: Beto, Cristian Rodríguez, James e Rúben Micael
Treinador: André Villas-Boas

Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Valdés (38m) e Falcao (57m)
Disciplina: cartão amarelo para Pedro Mendes (21m), Fernando (31m), Helton (38m), Hulk (69m), Evaldo (73m), Yannick (83m), Belluschi (88m), Otamendi (91m) e Postiga (94m); cartão vermelho directo para Maicon (68m).» in http://www.fcporto.pt/Noticias/Futebol/noticiafutebol_futscpfcpcro_271110_57248.asp


Um jogo menos feliz de Maicon fez com que os Dragões não vencessem!

27/11/10

Desporto Hóquei Patins: F.C. do Porto Império Bonança 14 vs Limianos 2 - Dragões Goleiam Limianos e mantêm-se na liderança!

«FC Porto Império Bonança goleou Limianos (14-2)

O FC Porto Império Bonança obteve, este sábado, mais uma goleada no campeonato nacional de hóquei em patins, ao vencer o Limianos por 14-2. Emanuel Garcia apontou quatro golos, enquanto que Filipe Santos e Gonçalo Suíssas conseguiram «hat-tricks».
Os Dragões entraram em jogo muito determinados, controlando a posse de bola e criando um autêntico carrossel que a equipa adversária só conseguiu travar no primeiro quarto de hora. Para além dos 14 tentos obtidos, os hoquistas do FC Porto ainda acertaram cinco vezes nos postes da baliza do Limianos.
De referir que todos os jogadores azuis e brancos entraram em campo, incluindo o guarda-redes Filipe Magalhães, que alinhou durante toda a segunda parte.

FICHA DE JOGO

FC Porto-AD «Os Limianos», 14-2
Campeonato nacional, nona jornada
27 de Novembro de 2010
Pavilhão Dragão Caixa, no Porto
Assistência: 615 espectadores

Árbitros: Rui Torres (Minho), Paulo Rainha (Minho) e Cristina Costa (Porto)

FC PORTO: Edo Bosch, Filipe Santos, Reinaldo Ventura, Pedro Gil e André Azevedo
Jogaram ainda: Gonçalo Suíssas, Emanuel Garcia, Filipe Magalhães, Henrique Magalhães e Rafa
Treinador: Franklim Pais

AD «OS LIMIANOS»: Jorge Correia, José Soares, Pedro Alves, Miguel Fernandes e Hélder Martins
Jogaram ainda: João Araújo, Rafael Almeida, Carlos Costa e Filipe Carneiro
Treinador: Pedro Mendes

Ao intervalo: 4-0



Marcadores: Filipe Santos (6m, 27m e 32m), Gonçalo Suíssas (18m, 24m e 28m), Rafa (22m), Pedro Gil (30m), Emanuel Garcia (40m, 46m, 47m e 49m), Miguel Fernandes (40m), José Soares (41m) e Reinaldo Ventura (41m e 48m)» in http://www.fcporto.pt/OutrasModalidades/HoqueiPatins/Noticias/noticiahoquei_hoqfcplimianos_271110_57240.asp

Desporto Basquetebol: F.C. do Porto Ferpinta 77 vs Penafiel 55 - Dragões conseguem a sexta vitória em seis jogos do campeonato nacional!




«Stempin MVP na sexta vitória em seis jogos


O FC Porto Ferpinta somou a sexta vitória em seis jogos da Liga, ao vencer, este sábado, o Penafiel (77-55) no Dragão Caixa, onde Greg Stempin se distinguiu como o MVP da partida, com um duplo-duplo de 24 pontos e 10 ressaltos.

Depois de uma entrada em jogo menos conseguida em termos ofensivos, que resultou numa vantagem de quatro pontos ao intervalo (37-33), a equipa de Moncho López revelou maior intensidade defensiva e acerto no lançamento exterior na segunda parte, dados que se revelariam determinantes para a "descolagem" no marcador.


No final do encontro, o treinador dos Dragões falou de "um jogo difícil", idêntico a muitos outros que os portistas disputarão ao longo da época. "Tivemos problemas no ataque e não conseguimos encontrar o nosso ritmo, tanto ofensivo como defensivo. Sentimos dificuldade em alcançar a vantagem no jogo exterior, que só saiu no último período", analisou.» in http://www.fcporto.pt/OutrasModalidades/Basquetebol/Noticias/noticiabasquetebol_basfcppenafiel_271110_57236.asp

Política Nacional - Exército sem dinheiro para comida, já nem são blindados que faltam, é comida Sr. Sócrates... Tenha Vergonha!

«Exército sem dinheiro para comida

27 de Novembro, 2010 
Por Graça Rosendo e Helena Pereira
O Ministro da Defesa, Augusto Santos Silva, decidiu congelar todas as despesas de bens e serviços dos três ramos das Forças Armadas para o mês de Dezembro. O despacho, do passado dia 18, apanhou de surpresa as várias unidades militares e os responsáveis financeiros nos ramos.Isto porque, na prática, ficaram a saber dos cortes através do Sistema Integrado de Gestão. Algumas rubricas estavam a zero e outras «apenas com alguns euros que nem chegam para pagar a conta da luz e da água em Dezembro», como explicou ao SOL fonte militar.
Em causa, estão todas as despesas correntes para a manutenção dos quartéis, desde papel a combustíveis. Cada vez que é preciso comprar algum destes bens, os ramos fazem um pedido de libertação de crédito. Mas a torneira aparentemente fechou.

Orçamento esgotado

Na origem da decisão radical de Santos Silva está a contenção para 2010 e a suborçamentação dos ramos, ou seja, nesta altura do ano o orçamento já foi esgotado e isso está a pôr em causa o próprio pagamento de salários. O que acontece quase todos os anos é os ramos gastarem a verba total e depois, à última hora, pedirem mais dinheiro para pagar os salários de Dezembro porque sabem que, na prática, o Governo acaba sempre por garantir o pagamento dos ordenados. Desta vez, contudo, o ministro não parece estar pelos ajustes.
De facto, o Ministério da Defesa está em negociações com o Ministério das Finanças para garantir um reforço das verbas e pagar os salários de Dezembro (os ordenados de Novembro e o subsídio de Natal já foram processados sem problemas). Mas não o está a fazer sem custos para os ramos, e daí a decisão inédita de cortar as despesas correntes, como forma de aviso aos ramos para que não se repita a suborçamentação deste ano.
«Isto é absolutamente incrível», comentou ao SOL o presidente da Associação Nacional de Sargentos (ANS), António Lima Coelho.» in http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=5408
graca.rosendo@sol.pt e helena.pereira@sol.pt
---------------------------------------------------------------------------------
Estes xuxalistas que nos des-governam são uma vergonha... que mais irá nos acontecer, com José Sócrates à frente do Governo?! Mas o povo é muito sereno, é a sua sorte!

Desporto Andebol: Dunaferr SE 27 vs F.C. do Porto Vitalis 37 - FC Porto Vitalis ganha vantagem na Taça EHF!

«Taça EHF: FC Porto Vitalis ganha vantagem

O FC Porto Vitalis venceu o Dunaferr SE, por 27-37, adiantando-se assim na terceira eliminatória da Taça EHF. O jogo realizou-se esta sexta-feira, no Pavilhão Dragão Caixa.
Os Bicampeões de Portugal entraram muito bem no jogo, revelando grande coesão defensiva (entre os 5 e 16 minutos, sofreram apenas um golo, contra oito marcados) e máxima concentração.
A equipa de Ljubomir Obradovic não deu praticamente espaço à formação húngara, chegando ao intervalo com uma vantagem confortável de nove golos (11-20).
Na segunda parte, o treinador azul e branco promoveu uma maior rotação na equipa, colocando em campo todos os jogadores, sendo que cada um deles, à excepção dos guarda-redes, escreveu o seu nome na lista de marcadores: Tiago Rocha, 7; Ricardo Moreira, 7; Filipe Mota, 4; Nuno Grilo, 3; Gilberto Duarte, 3; Dario Andrade, 3; Ricardo Pesqueira, 2; Jorge Silva, 2; Wilson Davyes, 2; Augusto Pedro, 1; Pedro Spínola, 1; Inácio Carmo, 2.
No final, Ljubomir Obradovic mostrou-se «muito contente» com o arranque do FC Porto Vitalis no jogo, destacando a sua «postura defensiva».
O técnico sublinhou ainda a importância de todos terem jogado, não só «pela experiência que adquirem neste tipo de competição», mas também por lhe ter permitido «fazer uma boa gestão de esforço para os jogos que se avizinham ».
Os Dragões voltam a defrontar o Dunaferr SE já no domingo, sendo que para Obradovic «o mais importante é vencer».
O jogo da segunda-mão realiza-se novamente no Pavilhão Dragão Caixa, às 17h00.» in http://www.fcporto.pt/OutrasModalidades/Andebol/Noticias/noticiaandebol_andtacaehffcpdunaferrcro_261110_57224.asp

26/11/10

Cidade de Paredes: Mais um Empresário Amarantino assocido ao êxito de uma empresa, neste caso a Marmilages, em Paredes!

Fernão e Ângelo«Ângelo Lages e Fernão Nogueira felizes com crescimento da empresa
Fernão e Ângelo

A Marmilages é uma empresa de mármores e granitos, sediada em Moreiró, Gandra, que é gerida por dois cunhados. 

O filho e o genro do fundador da empresa. Aniceto Lages, já falecido, criou a empresa de mármores em 1990. Hoje, a Marmilages é gerida pelo filho Ângelo Lages, de 30 anos, responsável pela administração, e pelo genro, Fernão Nogueira, de 39 anos, responsável pela produção. Os dois gerentes contam ainda com a colaboração de mais 5 funcionários.

A morar em Mouriz, Ângelo Lages começou a trabalhar na pedra desde muito novo. Nas férias escolares de verão já ajudava o pai na empresa que este criou sozinho. Depois de concluir o 12.º ano de escolaridade dedicou-se a 100 por cento ao negócio da família. 

ajudá-lo esteve sempre Fernão Nogueira, natural de Amarante. Depois de concluir o ensino básico Fernão começou a trabalhar na pedra na empresa daquele que um dia viria a ser o seu sogro. Mas o facto de ter casado com a filha do patrão não fez com que passasse a trabalhar menos, pelo contrário, o trabalho e as responsabilidades aumentaram. 

Tanto Ângelo como Fernão gostam do que fazem e lutam por dar continuidade ao lema do fundador da Marmimales. Um lema que aposta na maquinização da empresa. “A nossa empresa está equipada com tecnologia de ponta. Fomos a primeira empresa do sector no país a trabalhar com determinadas máquinas. Andamos sempre à frente dos nossos concorrentes”, dizem. Se bem que a empresa não tem concorrentes à sua altura e dimensão nas redondezas. 

Hoje a empresa de mármores e granitos não faz produtos finais, mas em tempos já os fez. Até 1998 a Marmilages dedicava-se apenas ao sector da construção civil e do mobiliário. Aliás, as principais fábricas de móveis da região gastavam os mármores e granitos para os móveis desta empresa. No entanto com a entrada em desuso desses modelos de mobiliário a Marmilages lançou-se noutro sector. “Quando esses móveis morreram, mudamos de rumo. 

Acabamos também com as obras e apostamos na compra da matéria-prima e na sua transformação em chapa”, recordam. Hoje a empresa compra grandes e pesados blocos de pedra provenientes de todo o mundo, blocos que chegam a pesar entre 15 e 40 toneladas, e que são depois cortados e polidos em placas mais finas ou mais grossas consoante o pedido dos marmoristas a quem as vendem depois. 

A Marmilages funciona, assim, como um revendedor, que não vende directamente ao cliente final. Nos dias que correm as pedras com mais saída, que representam cerca de 40 por cento das vendas, é o granito amarelo (para a construção) de Vila Real e Mondim de Basto. Mas o granito preto da Angola e Zimbabué, apesar de mais caro, também tem muita procura, assim como as pedras de África do Sul, Índia, Brasil e Noruega. 

Numa altura em que o “material estrangeiro é que é bom, apesar de ser caro” os empresários revelam que têm vendido muito bem um novo material. É um material diferente, estrangeiro, usado apenas em interiores. É uma espécie de aglomerados de pedra prensados feitos à cor que o cliente quiser.» in http://www.progressodeparedes.com.pt/anoticia.aspx?id=1303
------------------------------------------------------------------------------------
Amarante não pode continuar a privar-se do que melhor tem; a sua força de trabalho e de empreendedorismo; por exemplo, alguém sabe quantificar o êxito dos emigrantes Amarantinos, no Mundo? - É muito difícil, são tantos...

Parabéns aos dois Empresário, com uma felicitação especial para o Empresário Amarantino  Sr. Fernão Nogueira! Longa Vida à Marmilages, Portugal precisa de muitas empresas assim!

Desporto Natação: Sara Oliveira recuperou recorde nacional dos 200 metros mariposa!

«Sara Oliveira recuperou recorde nacional dos 200 metros mariposa


Sara Oliveira, que participa nos Campeonatos da Europa de Piscina Curta, a decorrer em Eindhoven, na Holanda, bateu o recorde nacional absoluto dos 200 metros mariposa, ao fazer o registo de 2:10.06 minutos, correspondente ao 11.º lugar.
A nadadora olímpica do FC Porto Dolce Vita tinha como recorde pessoal o tempo de 2:10.68 minutos desde Dezembro do ano passado e recuperou o único máximo nacional da especialidade de mariposa que não estava na sua posse, tanto em piscina curta como longa.
O anterior recorde era de 2:10.12 minutos e pertencia a Sara Cruz, nadadora do Bairro dos Anjos.» in http://www.fcporto.pt/OutrasModalidades/Natacao/Noticias/noticianatacao_natsaraoliveirarecorde_261110_57212.asp

Amarante - Família Babo do Convento de Mancelos, excelente fotografia dos meus Bisavós Maternos!




Uma excelente fotografia dos meus bisavós maternos, do Convento de Mancelos, em Amarante, designadamente, Carlos Augusto Teixeira Babo e Ana Amália de Sousa Pinto.

Expensive Soul - A Música Contemporânea Portuguesa, contina a Produzir Talentos!


Expensive Soul - "Dou-te Nada"

Expensive Soul - "O Amor é Mágico" - (HQ)

EXPENSIVE SOUL - "Eu não sei"

Expensive Soul - "Brilho"

EXPENSIVE SOUL - "13 MULHERES"

Expensive Soul - "Recado"

Expensive Soul - "Quando Dizes Oh"

Expensive Soul - "Celebração"

«Expensive Soul
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Expensive Soul
Informação geral
Origem Leça da Palmeira
País  Portugal
Gêneros Hip Hop Rap Soul R&B
Período em atividade 1999-actualidade
Página oficial Sítio oficial
Integrantes
Dino (voz)
Ginho (baixo)
Sérgio Silva (bateria)
Mr.D (teclados)
L.V.M. (guitarra)
Mary F* Jane (voz)
Os Expensive Soul são um grupo de rappers portugueses, embora o seu estilo de música seja difícil de categorizar.
Eles possuem uma sonoridade que vai desde o Soul/Reggae até ao R&B/Hip-Hop.
A formação original é composta por Demo (MC) e New Max (Mc/Produtor), naturais de Leça da Palmeira.
Estão juntos desde 1999, mas apenas em 2004 ficaram conhecidos com a edição do seu 1º álbum "B.I.".
Os Expensive Soul destacam-se também pelo facto de serem o primeiro grupo em Portugal de matriz hip hop com banda ao vivo, a Jaguar Band.

[editar] Discografia

[editar] Ligações externas


"Eu não sei

Acordo relaxado, tranquilo
Depois de uma noite de muito ambiente e estilo
A minha mãe na cozinha a preparar almoço
A vontade é pouca mas tem que ser, moço,
Levanta-te e vai lavar essa cara ressacado
Aposto que a noite foi bem facturada
Esse sorriso não engana ninguém
Como é, meu irmão, tá-se bem?
A vida é bela, curto, curto, mas é sempre naquela
Deixo a roupa por arrumar (hi)
Estou atrasado, está na hora de abalar (hi)
O pessoal da bateria já me espera
Grande som, onde é a ida?
Já sei, pego na prancha e no fato
Sem me esquecer dos pés de pato
A próxima paragem é em casa do Max
Sempre o mesmo atrasado
Para ele o tempo nunca está controlado
É gera atrás de gera a movimentar a cena
É gera atrás de gera a corresponder à cena
Tudo com o mesmo “feeling”, tudo com o mesmo “flow”
Chegado ao local, tudo a curtir o mesmo som
O tempo passa e não olhes para trás
Olha o pico triangular, tanto dá esquerda como direita
Manda-te que esta é perfeita
Este é o sítio, este é o local
Leça da Palmeira terra mais bonita de Portugal
Eu não sei se vou ficar bem assim
Eu só sei o que vai ser melhor para mim
(melhor para mim)
Eu não sei se vou ficar bem assim
Eu só sei o que vai ser melhor para mim
(melhor para mim)

Há muito que procurava ter este momento
Poder juntar a gera toda e mostrar-lhes no devido tempo
Pois tudo o que eu quero
Agora, agora quero paz
Pois tudo o que eu quero
Não vou mais olhar pra trás
Acordo stressado com o beat – pum pum
Só de pensar que tenho que fazer mais um som para aquele freak – nã
Hoje vou parar, hoje não vai dar
Desculpa lá, mano, volta amanhã para continuar
Embora eu faça o que amo
Embora eu ame o que faça
O meu som não é só love
O meu som não é só a desgraça
É tudo o que eu sei fazer e faço para ti
É tudo o que eu quero fazer e faço mesmo aqui
B.C.F. onde é que estão, eu sei que estão aí

A minha Ju onde é que está, eu sei que está aí
rastaman onde é que estás, eu sei que estás aí
E vão ser esses que no final vão ficar todos aqui

REFRÃO

Depois de tanto tempo a cena rasta tá no ar
Depois de tanto fumo eu só quero é bombar
Quero ver o dia, ser o dia, mais um dia a passar
Já é dia, mais que dia, tá na altura de mudar

Depois de tanto tempo a cena rasta tá no ar
Depois de tanto fumo eu só quero é bombar
Quero ver o dia, ser o dia, mais um dia a passar
Já é dia, mas que dia, tá na altura de mudar"

25/11/10

Celorico de Basto - Dia de Santa Catarina, dia dos alunos da Escola EB23/S de Celorico de Basto participarem no corta-mato anual!


Corta-Mato Santa Catarina, 2010!




«A FEIRA DA STA. CATARINA



A Sta. Catarina é uma feira anual. Realiza-se no dia vinte e cinco e vente e seis de Novembro. No dia vinte e seis é a feira de gado.
Esta feira chama muitas pessoas a Celorico. Actualmente, realiza-se no Mercado Municipal e nos terrenos próximos. Antigamente era nas ruas da Vila.
Instalam-se barracas que vendem de tudo: brinquedos, roupas, legumes, artesanato, ouro e relógios, banha da cobra, ... Os feirantes anunciam os seus produtos com altifalantes. É uma verdadeira confusão de gritos.
Também se instalam diversões como: carrinhos de choque, cavalinhos e aviões. Eu andei nesses brinquedos todos. Comi pipocas, algodão doce e farturas.
Na feira de gado os animais estão enfeitados para parecerem melhor ao júri e tentarem ganhar os prémios. Aparecem bois muito grandes e gordos.
A feira é muito antiga e muito bonita.» in http://eb1-celoricobasto.edu.pt/actividades.htm


«Feira de Santa Catarina


A Feira Anual de Santa Catarina realiza-se nos dias 25 e 26 de Novembro na Vila de Celorico de Basto.Santa Catarina de Alexandria (festa em 25 de Novembro), nasceu e viveu na Alexandria no início do século IV.
As feiras e romarias tiveram desde os tempos mais remotos grande importância económico-mercantil na comunidade local.
Como refere a obra “Descripção de Basto” «em 1343 creio que já alli era a Vila, (do Castello de Celorico de Basto) porque alli se faziam umas grandes feiras annuaes, que principiavam no ultimo de Janeiro, de que fallão as inquirições de el-rei D. Affonso IV, e é de presumir que fosse então a cabeça do concelho.» e prossegue «Creio, porém, que primeiramente a cabeça do concelho e Villa de Basto era no logar que actualmente se chama Chello, porque o nome, com pequena alteração, é da antiga cidade que já disse havia em Celorico, e também porque alli ha um sitio chamado a Feira, aonde parece que tiveram assento primeiro as feiras do castello, acima ditas, o que indica ter sido cabeça do concelho
A grande Feira Anual de Santa Catarina (Feira Franca de Gado) durante décadas teve grandes concursos pecuários subsidiados pelo Grémio de Lavoura e Câmara Municipal, sendo o dia 25 dedicado ao gado bovino de raça barrosã e maronesa, enquanto o dia 26 era destinado ao gado suíno, sem distinção de raças mas com as secções de varrascos, porcas criadeiras, porcos ou porcas de quatro meses a um ano de idade e porcos gordos.
No largo da feira (onde foi construído o edifício do Palácio da Justiça) foi instalada, em 1955, uma magnifica balança para pesagem do gado.
Dia de feira ou de romaria era, e ainda é, dia de convívio à volta de um copo de vinho verde acompanhado pelas sardinhas grandes a pingar na b’roa de milho.
Não há feira rural, em especial feira de gado, sem o seu lado festivo. Em dia de feira compra-se, vende-se e sabem-se novidades.
A feira anual continua a ser o ponto de encontro por excelência da comunidade.
As colheitas estão feitas, começa a pensar-se no novo ano agrícola, interessa comprar e vender sim, mas também apreciar, comparar, aprender e ensinar nesse grande mostruário que é a feira.
Nos últimos anos o concurso pecuário, das raças frísia, galega, barrosã e maronesa, só para criadores do concelho, realiza-se durante a manhã do dia 26 de Novembro.
Marcam sempre presença as roulotes das farturas, a pista dos carrinhos eléctricos, os carrosséis, tendas e estendais de bugigangas, de tudo se pode comprar nesta feira que actualmente decorre na zona envolvente ao Mercado Municipal.






A Vila, neste momento,
Apresenta um ar festivo,
O seu ambiente é atractivo,
Aumenta o seu movimento;
Pela sua Feira Grande
Que anualmente aqui faz.
- E que vantagens lhe traz,
seu nome mais longe expande.


Abre o curral, tira o gado,
Veste o fato domingueiro,
E ei-lo todo festeiro
Para o local destinado.
- P'ra, na feira, comparecer
Percorre longo percurso
Pois sabe que há um concurso
Por isso... vem concorrer.


Negócios... todos bem feitos;
os vendedores ambulantes
e os locais comerciantes
não s'tavam mal satisfeitos.
- Consta que uns tais «viajantes»
que tiram do bolso a massa
fizeram ali sua praça
sendo os melhores feirantes.


Por Evélio, in Notícias de Basto, 1954»

«Santa Catarina de Bolonha, clarissa
Comemorada no dia 09 de maio
Virgem da Segunda Ordem (1413-1463). Canonizada por Clemente XI a 22 de maio de 1712.
Catarina nasceu em Bolonha a 08 de setembro de 1413, filha de João Vigri de Ferrara e de Benvinda Mammolini, de Bolonha. Aos 11 anos de idade foi levada pelo Duque Del Este à corte de Ferrara para ser educada com a princesa Margarida Del Este. Cresceu bem educada e instruída. Lia e escrevia correntemente o latim com admirável elegância até para os humanistas.
A vida luxuosa do ambiente cortesão não a atraiou. Não se ensoberbeceu por causa de sua vasta cultura. Aos 13 anos voltou-se para Deus, combatendo as tentações e as ambições, com aquelas que ela chamou em seu próprio tratado «as sete armas espirituais».
Com um grupo de outras jovens, guiadas pela condessa de Dal Verde, entrou no mosteiro de Ferrara, onde escolheu a rígida regra de Santa Clara, e em 1432 fez a profissão religiosa entre as Irmãs Clarissas. Logo se distinguiu pela humildade e delicadeza para com as irmãs enfermas.
Entretanto, sempre foi se aprofundando na sua união com o celestial Esposo. Porém, teve que travar muitas lutas, inclusive antes de se ligar à regra de Santa Clara, pois o inimigo mostrou-lhe falsas aparições, para lançá-la ao desespero. Depois começaram as alegrias mais profundas, que transformaram sua vida, fazendo dela uma das contemplativas mais célebres. Toda imersa na vida espiritual, teve visões e êxtases. Previu a queda do Império do Oriente, acontecida em 1453, com a tomada de Constantinopla pelos Turcos e com a morte do último imperador.
Catarina não desdenhou os ofícios mais humildes do mosteiro, tendo sido padeira, encarregando-se de fazer o pão todos os dias para suas Irmãs. Foi mestra de noviças, desempenhando muita bem essa tarefa de guiar as formandas nos caminhos da perfeição seráfica. Educava-as na simplicidade, na aceitação constante da vontade de Deus, no cultivo do silêncio, da modéstia, da cortesia e na observância da Regra. Nas horas livres, Catarina se deleitava louvando ao Senhor através da pintura, do violino e também na poesia.
Entretanto em Bolonha se estava construindo o mosteiro do Corpus Domini. Uma delegação viajou em 1456 para Ferrara a fim de pedir uma abadessa e Irmãs para o novo mosteiro. No dia 22 de julho, Catarina com um grupo de clarissas foram recebidas pelo cardeal Besarion, pelas autoridades e pelo povo. Como uma nova Santa Clara, durante oito anos formou um grupo de religiosas. Mesmo enferma, sempre estava em comunhão com seu Senhor.
O Beato Marcos Fantuzzi de Bolonha foi por um tempo seu mestre e diretor de espiritual. Em 09 de março de 1463, aos cinqüenta anos, depois de fazer sua última exortação às co-irmãs, expirou, enquanto o seu rosto se tornava formosíssimo e iluminado. Seu corpo incorrupto se conserva na Igreja do Corpus Domini, em Bolonha sendo objeto de grande veneração.» (retirado do site: http://www.ffb.org.br)
------------------------------------------------------------------------------------
A edição deste ano do cota-mato escolar da Escola EB23/S de Celorico de Basto, na Feira de Santa Catarina da Vila, contou com a presença dos Atletas Amarantinos António Pinto e Nuno Costa, que apadrinharam a Prova nesta Edição. É de destacar a humildade destes dois atletas, sempre disponíveis para confraternizar com a juventude, nos mais variados eventos desportivos. Além disso, a sua simpatia, humildade e voluntariedade, são a todos os níveis, notáveis!


«António Pinto


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
António Pinto
Informações pessoais
Nome completo António Coelho Pinto
Modalidade Atletismo, fundista
Nascimento 22 de Março de 1966 (44 anos)
Vila Garcia, Amarante
Nacionalidade Portugal português
Compleição Peso: 59 kg Altura: 1,65m
Clube Amarante (1986 - 1987)
FC Porto (1988 - 1991)
SL Benfica (1992 - 1993)
Maratona CP (1994 - 2002)
Período em atividade (1986 - 2002)
Medalhas
Campeonato Europeu
Ouro Budapeste 1998 10 000 metros
António Coelho Pinto, António Pinto (Vila Garcia, Amarante, 22 de Março de 1966) é um ex-atleta português especialista em provas de longa distância.
Começou a carreira atlética em 1986 após trocar o ciclismo pelo atletismo e nesse ano de 1986 representou o Amarante , onde esteve até 1987 onde se transferiu para o Futebol Clube do Porto.
Em 1988 Representou o Futebol Clube do Porto onde esteve até 1991. Entre 1992 até 1993 representou o Sport Lisboa e Benfica. Representou o Maratona CP entre 1994 e 2002.
Venceu a Maratona de Londres em 1992, 1997 e 2000, a Maratona de Berlim em 1994 e a final dos 10 000 metros no Campeonato da Europa de Atletismo de 1998 em Budapeste. O seu recorde pessoal na maratona é de 2:06:36, que permanece recorde português e europeu. Competiu em quatro Olimpíadas consecutivas, de 1988 a 2000.
Ex-ciclista, Pinto dedicou-se à corrida de fundo em 1986. Terminou seis maratonas com tempos inferiores a 2:09:00, o que faz dele um dos melhores maratonistas de sempre. Retirou-se das competições em 2002 e dedica-se à vinha na sua propriedade próxima de Amarante.

Índice

[esconder]

[editar] Recordes Pessoais

[editar] Campeonatos Nacionais

[editar] Jogos Olímpicos

[editar] Campeonatos do Mundo

[editar] Campeonatos da Europa

[editar] Campeonato do Mundo de Corta-mato

[editar] Ligações externas

Obtida de "http://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B3nio_Pinto






Vídeos que mostram um dia de desporto em Celorico de Basto, no Dia da Feira de Santa Catarina, em Celorico de Basto!


DSCF1058.JPG
Uma fotografia do Atleta José Bernardino que, ficou num brilhante 5.º Lugar na sua categoria. O José é meu aluno do CEF Empregados de Mesa!
Pin It button on image hover