31/07/08

Deixem Falar os Poetas - Ângelo Ôchoa, em Poema1!



Ângelo Ôchoa - "Poema1"

"Poema Um:

Ruir o interior dos ouvidos -
tabiques - areia - cal - sons esquecidos.
Pedras sobre pedras, os dias asfixia - as palavras iguais sob o ruído.
Abismo das folhas - Março ou Abril - o Jardim Botânico.
Todo o peso do rosto nas costas das mãos.
Rombos sombra - o retrato repete a abrupteza.
Velas - borrões - gente - 4 quilómetros pela barra.
Do mundo dos meses - telhas - papoilas - grades - tenazes.
Telhas - côncavas - convexas - convexas - côncavas.
Vertigem, fontes desmemoriadas - tudo - súbito.
A raiz dos ouvidos - árvores - ontem - candeeiros - sinos.
Exaustão - urzes onde os nervos verdes.
Uma vez um olhar - jogo água - as cordas febris - o violino.
Tijolos - estores - redes - andares de casas -
espaço escuro ante a parede branca.
Aereza - torpor surdo no cérebro - o ruído de sílabas dentro de mim.
Triângulos - trapézios - Mozart. Montes - lamas - dorsos - dromedários.
Tons - Klee - the musician!
Estes versos torpes - malmequeres - muros - vento - mudez.
O coração bater num cubo fechado - corredores sob corredores dor.
Horas trevas - objectos limite - descenso dos sons num poço sem fundo -
três vezes Z cinzento.
Luzes facetando-se - um clown incólume num arame cortante -
quase nada - infinitamente.
Os dias seguidos - agudezas - dedos - losangos - vidros.
Crueza - grãos poeira - partículas caspa - caracteres tipográficos.
O soalho - agulhas - sons opacos -
os nomes das pessoas conhecidas nas paredes.
Os nós dos ossos dos dedos - o peso dos ombros.
Roseiras - barro - lájeas - garagens - ouvidos ar.
Os cabelos soltos - a nuca - nunca - sim - hoje.
Verde a relva, verde a relva, verde.
I know your name. Your name, Is. I know. You know. I know.
Os ferros - os cimos altos - eu sei - não sei - as horas deslumbradas.
De átomos átomos - de constelações constelações.
Obsessão dos sons - os cotovelos roendo-se nas janelas.
A manhã - a cidade - larga a avenida.
O telhado - da chaminé a cal - o beiral de lata -
a lonjura branca - a gelosia. O ângulo da mesa - o azul e…
Flamingos - lagos - voos - cortinas - dedos - unhas.
A pouco e pouco o poema trabalho.
Braços - tijolos - redes - mínimas gotículas - duma criança a fala.
Estradas - bicicletas - letras.
Tectos - estantes - portas - carris - lápis - estrela.
Escusado dizer noite.
Na areia o sol por entre os ramos d’ar.
Escadas - chuva - resto de rio que vi.
As mãos - o alcatrão - um operário - o corpo - a sombra - um cigarro.
Aço - tábuas - inexistência. Ponte - longe perto vultos - areal.
As palavras que faltavam:
Maria - Manuel - Deus connosco.
Rapariga - rosto - olhar - uma vez, para sempre.
Cândido Portinari Cândido - duma cor doutra - uma cor noutra - neutra.
Ouvi meu canto, ouvi meu canto, ouvi.
Irrepetíveis voos - um número indefinido de versos desiguais.
Canaviais - juncos - vento - vimes. Òòa - aòr - o terraço.
Esguios choupos no ar nublado.
A instantes existo e o azul - a terra barrenta além - a pele.
O poema a suceder-se sob estrelas.
Restolho - fragas - estevas. O vasto negrume, a extensa noite…
Aéreos, suspensos lapsos…
Ausência, montes, o poema quarto. Os sapatos - os óculos - os anjos.
Um naco suado de pão. Ámen.
O tempo - pra Deus o tempo… Esse tempo, este tempo…
Kz-kv-z. Oh!

Ângelo Ochôa"
--------------------------------------------------------------------------
Já não tenho palavras para tentar definir o Poeta Ângelo Ôchoa; absorvo apenas as suas palavras escritas e ditas; o que é muito!

F.C. do Porto, sempre a vencer, também no Bilhar!

«Domínio portista em várias frentes

O tetracampeonato nacional de Pool Feminino, o título nacional individual para Mariana Marinho, a Taça de Portugal para a equipa de 3 tabelas e a segunda posição do jovem João Ferreira no Nacional de Esperanças. É este o impressionante pecúlio da participação do F.C. Porto CIN nas diferentes competições do bilhar nacional disputadas nos últimos dias.
A equipa feminina dos Dragões venceu o Campeonato Nacional de Pool pela quarta vez consecutiva, na prova disputada no passado fim-de-semana no Complexo Desportivo da Anadia. Sem qualquer registo de derrota, as atletas portistas Vânia Franco, Mariana Marinho, Luísa Leal, Joana Silva, Ana Máximo, Ágata Sousa e Andreia Sá juntaram o título à Taça de Portugal recentemente conquistada, comprovando a hegemonia expressa em todos os troféus colectivos da modalidade.
No mesmo local discutiu-se igualmente o Campeonato Nacional Individual, com a participação das atletas Vânia Franco, campeã em título, e Mariana Marinho, ambas em representação do F.C. Porto CIN. As atletas portistas decidiram o triunfo final entre si, com Mariano Marinho a levar a melhor por 4-2, sagrando-se pela primeira vez campeã nacional individual.
A equipa de 3 tabelas, por seu turno, esteve em evidência na discussão da Taça de Portugal, disputada no passado dia 26 no Centro Norton de Matos, em Coimbra. Sem surpresa, a formação azul e branca revalidou o troféu.
João Ferreira, de apenas de 14 anos, também esteve em bom plano no fim-de-semana, ao sagrar-se vice-campeão nacional de Esperanças. A prova contou com organização portista e decorreu na secção de bilhar do F.C. Porto, disputada por 16 atletas, com idades entre os 13 e os 23 anos.» in site F.C. Porto.
----------------------------------------------------------------------
Há equipas assim: são ecléticas na vitória e na vontade de sempre vencer!

Reflexão do Dia - Devemos ser optimistas!

«Dizem que havia um cego sentado na calçada em Paris, com um boné a seus
pés e um pedaço de madeira que, escrito com giz branco, dizia: Por favor,
ajude-me, sou cego". Um publicitário, da área de criação, que passava em frente a ele, parou e viu umas poucas de moedas no boné. Sem pedir licença, pegou no cartaz, virou-o, pegou no giz e escreveu outro anúncio. Voltou a colocar o pedaço de madeira aos pés do cego e foi-se embora. Pela tarde, o publicitário voltou a passar em frente ao cego que pedia esmola. Agora, o seu boné estava cheio de notas e moedas. O cego reconheceu as passadas e perguntou-lhe se havia sido ele quem reescreveu o seu cartaz, sobretudo querendo saber o que havia escrito ali. O publicitário respondeu: "Nada que não esteja de acordo com o seu anúncio, mas com outras palavras". Sorriu e continuou o seu caminho. O cego nunca soube, mas o seu novo cartaz dizia: "Hoje é Primavera em Paris e eu não posso vê-la".
Mudar a estratégia quando nada nos acontece... pode trazer novas perspectivas.
Precisamos sempre de escolher a forma certa de comunicarmos com as pessoas.
Não adianta simplesmente falarmos; antes, precisamos de conhecer a melhor mensagem para tocarmos, sensibilizarmos e convencermos as pessoas. Não se esqueçam que... "A VIDA É UMA PEÇA DE TEATRO QUE NÃO PERMITE ENSAIOS.. POR ISSO, CANTA, CHORA, DANÇA, RI E VIVE INTENSAMENTE ANTES QUE A CORTINA SE FECHE E A PEÇA TERMINE SEM APLAUSOS." Charlie Chaplin
-------------------------------------------------------------------------
Recebi este texto na minha caixa de correio de autor anónimo e não poderia estar mais de acordo. Penso que devemos, sempre que possível, porque nem sempre o é, ser mais positivos! E lá diz o ditado: "mais cego é aquele que não quer ver...".

Los Hermanos - Ritmos quentes de Verão vindo do outro lado do atlântico do calor do Rio de Janeiro!


Los Hermanos - "Anna Julia"

Los Hermanos - "Primavera"

Los Hermanos - "Sentimental"

Los Hermanos - "Último Romance"

Los Hermanos - "DE ONDE VEM A CALMA"

Los Hermanos - "Fingi na hora rir"

Los Hermanos - "Primeiro Andar"



«Los Hermanos

Los Hermanos é uma banda brasileira de rock formada no Rio de Janeiro em 1997, que mistura rock com elementos da música brasileira como o samba e a MPB, além de ter flertado com o Ska, o Reggae e o Hardcore, principalmente em seu álbum de estréia. O som da grupo foi largamente influenciado pelas bandas do undergroud carioca dos anos 90, tais como Acabou La Tequila, Carne de Segunda e Mulheres Q Dizem Sim e pelo som da banda americana Weezer.[1]

História

O início e a repercussão
O, até então, estudantes de jornalismo da PUC-RJ, Marcelo Camelo e Rodrigo Barba, iniciaram a formação de uma banda com características voltadas para o peso do hardcore e com a leveza de letras que abordavam a temática do amor [2]. Além disso, a banda contava com um saxofonista e, posteriormente, o tecladista Bruno Medina, estudande de publicidade na mesma faculdade, seria incorporado à formação do grupo, acrescentando um diferencial em um banda dita como do gênero citado.
Com a entrada dos músicos Rodrigo Amarante (vocais, guitarra e percussão) e Patrick Laplan (baixo) e com a saída de três músicos de sua formação (o trompetista Márcio e os saxofonistas Carlos e Victor), a banda gravou, em 1997 seus primeiros materiais: as demos "Chora" e "Amor e Folia".
As demos repercutiram na cena underground do Rio de Janeiro e, posteriormente, os Los Hermanos foram chamados para tocar no "Superdemos", grande festival de música independente carioca e no festival Abril Pro Rock, de Recife, considerado um dos festivais que mais revelam artistas nacionais.

Los Hermanos
Em 1999, a banda assinou com a gravadora Abril Music e lançou seu primeiro CD, homônimo Los Hermanos, que repercutiu entre o público jovem, identificados com as letras estilo Jovem Guarda, misturadas a um conjunto musical influenciado pelo rock, ska e samba. O primeiro single "Anna Júlia", quase excluído da seleção final pro CD e inspirado numa paixonite do produtor da banda, fora o grande responsável pelo espontâneo sucesso da banda e pelas 300 mil cópias iniciais do CD. Embalada pelo sucesso da música, a gravadora resolveu investir na banda e lançou "Primavera" e posteriormente, "Quem Sabe", como próximos singles, que coincidiam em ter refrões. O álbum emplacou também uma indicação ao Grammy de 2000.

Bloco do Eu Sozinho

Marcelo Camelo na Fnac em 2003.Dois anos depois, em 2001, o grupo lança o álbum "Bloco do Eu Sozinho", também pela Abril Music. Algumas das músicas desse álbum, foram tocadas no Rock in Rio III. A banda perdera o baixista Patrick Laplan, alegando divergências musicais, o qual montou sua própria banda, Eskimo. "Bloco..." surpreendeu grande parte do público por ser um álbum (quase) sem resquícios do anterior. Ao som da banda, acrescentaram-se levadas melancólicas do Samba, da Bossa Nova e de outros rítmos latinos. A euforia do primeiro CD não se repetiu nas vendas e a banda passou a tocar em lugares menores, com a diminuição de seu público. Porém, a partir desse ponto, a banda ganhava um grande aliado em sua caminhada, justamente o público, que se mostrava cada vez mais fiel. Músicas como "Todo Carnaval tem seu Fim" (primeiro single), "A Flor", "Sentimental", entre outras, tornaram-se hits à parte do lado comercial. Depois de algum tempo do lançamento, a crítica especializada começaria a elogiar o álbum, que ganhou notoriedade no meio após ter chegado ao conhecimento de todos a divergência que havia entre a banda e a gravadora. O guitarrista Rodrigo Amarante, passou a ter mais espaço na banda, com composições como "Sentimental", "Cher Antoine" e "A Flor" (essa com Marcelo Camelo). Seguiram-se ainda participações no "Fordsupermodels" (a banda tocava em um palco, fazendo a trilha sonora para o evento de moda), e no Luau MTV, no qual foram incluídas, em versão acústica, músicas do primeiro e do segundo CD, e que mais tarde seria lançado em DVD.

Ventura
O ano de 2003 chegava e já na BMG (atual Sony&BMG), os Hermanos lançaram o álbum "Ventura". Antes chamado de "Bonança", o disco teve uma curiosidade em seu preparo: o primeiro disco nacional a "vazar" em sua fase de pré-produção. O terceiro álbum apresentava um Los Hermanos multi-facetado. De "Samba a Dois" ao pop rock de "O Vencedor" ou dos diálogos de "Conversa de Botas Batidas" e "Do Lado de Dentro", "Ventura" vinha com status do álbum que consolidaria a banda no cenário nacional. O primeiro single, "Cara Estranho", marcou boa presença nas rádios e em premiações de videoclipes. Vieram depois "O Vencedor" e "Último Romance", essa última de Rodrigo Amarante, que assinou 5 das 15 músicas do CD e passou a se destacar como compositor do cenário. Camelo, antes já badalado, calcara ainda mais sua posição de compositor e passou a chamar a atenção de toda uma crítica desconfiada. A cantora Maria Rita em seu álbum homônimo, gravou três músicas dele: "Santa Chuva", "Cara Valente" e "Veja Bem Meu Bem". Os shows passaram a abrigar uma legião de fãs que passaram a ser a marca registrada da banda. Foi na turnê de "Ventura", que foi registrado o DVD "Ao Vivo no Cine Íris", gravado no Rio de Janeiro, com um repertório predominante do CD.
Em 2005 chega o quarto CD da banda, "4". Produzido por Kassin, que assinara os dois últimos, o álbum mostrava um conteúdo mais introspectivo e uma aproximação mais impactante com a MPB. O disco, no entanto, seria considerado "irregular" pela grande crítica. Seja no violão de "Sapato Novo" e na bossa de "Fez-se Mar", ou a predominância de um clima saudoso nas letras de Camelo e Amarante, "4" dividiu novamente o público: a banda estava em mais um novo rumo.

Hiatus
Em abril de 2007, a banda anunciou um recesso por tempo indeterminado nos trabalhos, alegando o acúmulo de muitos projetos pessoais ao longo de seus dez anos de carreira.

Curiosidades
Na apresentação da banda no VMB do ano de 2003, quem os apresentou foi o cantor e compositor Caetano Veloso. Porém, ao anunciar a banda, Veloso colocou uma barba ruiva postiça, tal como todos os membros das primeiras filas da premiação. Ato classificado como "mico", pelo tecladista Bruno Medina.[3]
Após uma apresentação no programa Domingão do Faustão, na qual a banda tocou a música Anna Julia, uma vez que o apresentador Fausto Silva insistia em dizer que a banda "nunca mais tocara" a canção, a banda recebeu um email de uma fã, questionando e criticando a apresentador. Crítica que foi rebatida pelo tecladista Bruno Medina, no próprio site da banda.[4]
O vocalista Marcelo Camelo foi agredido, em julho de 2004, pelo vocalista Chorão, da banda Charlie Brown Jr. A agressão ocorreu na sala de embarque do aeroporto de Fortaleza e o agressor, chegou a ser detido pela Polícia Federal.[5] Chorão, mesmo enviando uma nota pedindo desculpas pelo acontecimento,[6] foi processado por Camelo e teve que indenizar o cantor da banda carioca por danos morais e ressarcimentos de compromissos cancelados. A agressão ocorreu por causa de declarações de Marcelo Camelo e de Rodrigo Amarante, à revista OI, sobre a então recente campanha publicitária da marca de refrigerantes Coca-cola. Na ocasião, a banda paulista era a contratada e, no vídeo, questionava um rapaz que não estava de acordo com os itens oferecidos no comercial.[7]
Na entrega do prêmio Multishow, no ano de 2000, Marcelo Camelo demonstrou vergonha ao ganhar de Chico Buarque. "Cara, eu não sei nem o que falar. Eu me sinto envergonhado de ganhar um prêmio em uma categoria em que o Chico Buarque esteja competindo".

Discografia

Álbuns
1999 - Los Hermanos
2001 - Bloco do Eu Sozinho
2003 - Ventura
2005 - 4
2008 - Multishow Registro: Los Hermanos

Coletâneas
2006 - Perfil

Não-oficiais
2001 - "Bloco do Eu Sozinho, Ensaios" - Pré-produção do CD homônimo.
2003 - "Bonança" - Pré-produção do disco Ventura.

Demos
"Amor e Folia" (K7) - Janeiro de 1998
"Chora" (K7) - Outubro de 1998

Singles
"Anna Júlia"
"Primavera"
"Quem Sabe"
"Todo Carnaval Tem seu Fim"
"Sentimental"
"Cara Estranho"
"O Vencedor"
"Último Romance"
"O Vento"
"Condicional"
"Morena"

DVD
2002 - Luau MTV
2005 - Ao Vivo no Cine Íris
2008 - Multishow Registro: Los Hermanos

Participações em Coletâneas
Todas as Garotas de Ipanema (Abril Music, 2000)
Superfantásticos (Som Livre, 2002)
Lisbela e o Prisioneiro - Trilha (Natasha, 2003)
Coca-Cola Vibesound - Poprock (BMG, 2003)
Casseta & Planeta em A Taça do Mundo é Nossa - Trilha (EMI, 2003)
O Casamento de Romeu e Julieta - Trilha (Natasha, 2004)
Ensaio Geral - Multishow (Sony BMG, 2005)
Malhação - Trilha Nacional (Som Livre, 2006)

Bootlegs e Raridades

Músicas não gravadas oficialmente
"Gabriela"
"Melissa"
"O Mundo aos Meus Pés"
"Bom Dia"
"Santa Chuva"
"Liberdade"

Participações em Trilhas e Coletâneas
Demos Caseiras - Músicas que, ocasionalmente em versões acústicas, caíram na internet: "Pierrot", "Fingi na Hora Rir", "Outro Alguém", "A Outra", "Tá Bom", "Deixa Estar", "Mais uma Canção" e "Veja Bem Meu Bem". Todas por Marcelo Camelo
"Máscara Negra" (Zé Keti) - Gravada em 1999, lançamento do primeiro disco.
"Anna Julia" - Gravada em espanhol, lançamento do primeiro disco.
"Hollywood" (Chico Buarque)- Gravada para a coletânea "Superfantásticos".
"Eu Vou Tirar Você Desse Lugar" (Odair José) - Gravada para a trilha do filme "Casseta e Planeta - A Taça do Mundo é Nossa"
"Garota de Ipanema" (Tom Jobim e Vinicius de Moraes) - Gravada para a coletânea "Todas as Garotas de Ipanema".
"Lisbela" (Caetano Veloso e Jorge Mautner) - Gravada para a trilha do filme Lisbela e o Prisioneiro. Não incluída no DVD com as músicas tocadas ao vivo.
"Conversa de Botas Batidas" e "Tema do Macaco" - Para a trilha para o curta-metragem "Castanho", do diretor Eduardo Valente. Foram feitas 3 versões para "Conversa...".
"Liberdade" - Trilha sonora do filme "O Passageiro - Segredos de Adulto".
"Hino do Vasco da Gama" (Lamartine Babo) - Gravada com Paulinho da Viola no CD Hinos dos Grandes Times Brasileiros da Revista Placar.

Covers ao Vivo
"Fernando" [Trecho] (ABBA) - Trecho disponível na internet. Fora feito para um amigo da banda.
"Alive" [Trecho] (Pearl Jam) - Introdução gravada na passagem de som na casa de shows Ballroom, RJ.
"Marcha Imperial" [Trecho] (Tema do filme Star Wars) - Trecho gravado em uma matéria do canal Multishow.
"Pra Ver se Cola" [Trecho] (Trem da Alegria) - Trecho disponível na internet. Gravado durante uma matéria do canal Multishow.
"Dançando Comigo Mesmo" [Trecho] (Billy Idol) - Trecho traduzido gravado no programa "Fanático MTV".
"Turma do Funil" (Carmen Costa e Mirabeau) - Cantada por Marcelo Camelo e executada pela banda Reggae B de Bi Ribeiro, baixista do (Os Paralamas do Sucesso), em ritmo de reggae. No áudio, Camelo fala: "Na verdade eu não deixei muitas opções, porque eu não sei cantar nenhuma música do Bob Marley e foi (a canção Turma do Funil) o que sobrou."
"Flor do Reggae" [Trecho] (Ivete Sangalo) - Tocada por Marcelo Camelo no Canecão, nos shows de despedida da turnê Ventura, 2004.
"Tema da Armação Ilimitada" [Trecho] - Tocada no Canecão, shows de despedida da turnê Ventura, 2004.
"Carro Velho" [Trecho] (Banda Eva) - Inserida na introdução de "Pierrot" no Festival de Verão de Salvador 2006
"Anjo Samile" [Trecho] (Banda Casaca) - Tocada por Marcelo Camelo, em Vitória-ES, 2006.
"Desce" (Arnaldo Antunes) - Incluída na turnê do Bloco do Eu Sozinho
"Love Story" (Francis Lai)- Incluída na turnê do Bloco do Eu Sozinho
"Ciúme" (Ultraje a Rigor) - Tocada no Festival de Verão de Salvador, em 2001
"Quase Sem Querer" e "Ainda É Cedo" (Legião Urbana) - Gravadas no ATL Hall (hoje Claro Hall), na festa da Rádio Cidade.
"Sobre o Tempo" (Pato Fu) - Show com o Pato Fu, em 2001, Belo Horizonte.
"A Palo Seco" (Belchior) - Tocada no "Luau MTV" e incluída na turnê do Bloco e do Ventura
"Romance Ideal", "Meu Erro" e "Cinema Mudo" (Paralamas do Sucesso) - Tocada junto com os Paralamas no "Skol Rio" e no "Ceará Music Festival" de 2004.
"Só Vendo que Beleza"/"Marambaia" (Rubens e Henricão) - Gravada ao vivo no programa "Bar 00".
"Last Nite" (The Strokes) - Disponível na internet ao vivo em Friburgo e no programa "Rock na Aula" da Rádio Cidade.
"Esquadros" (Adriana Calcanhotto) - Disponível ao vivo e também no "Luau MTV".
"Traumas" (Roberto Carlos) - Disponível na internet em vídeo, no programa Altas Horas para um "tributo" a Roberto Carlos e ao vivo (áudio) em Minas Gerais
"Uma Brasileira" (Os Paralamas do Sucesso) - Gravada para o VMB 2004, está disponível em vídeo e áudio na internet.
"Revelações" (Fágner) - Tocada nos shows de despedida da turnê Ventura, 2003.
"Passeio", "A Palo Seco" (Belchior) e "Maluco Beleza" (Raul Seixas) - Tocadas, junto com Belchior, no Canecão, em 2006.
"Vambora", "Maresia" e "Esquadros" (Adriana Calcanhotto) - Tocadas juntos com a artista, em 2006, no Circo Voador - RJ.
"Tanto Amar" (Chico Buarque) e Balada do Louco (Os Mutantes) - Tocadas junto com Ney Matogrosso, em 2006, no Circo Voador - RJ.
"Carinhoso" (Pixinguinha) - Inserida em "De Onde Vem a Calma", em Porto Alegre-RS, 2006
"Deixe-se Acreditar", "Saborosa", "Tempo de Carne e Osso" (Mombojó) - Tocada junto com Mombojó, em Curitiba e Porto Alegre, 2006.

Com Participações
"Retrato pra Iaiá" - Tocada com Moreno +2, em Realengo, RJ, 2001.
"Veja Bem Meu Bem" - Tocada com Fernanda Takai (Pato Fu), em Belo Horizonte, MG, 2001.
"Sentimental" - Tocada com Dado Villa-Lobos, na Rádio Cidade, RJ, 2002.
"O Vencedor" - Tocada com Os Paralamas do Sucesso no "Skol Rio" e no "Ceará Music Festival" de 2004.
"Pois É" - Tocada com Toranja, em Portugal, 2006.
"Veja Bem Meu Bem", - Tocada com Ney Matogrosso, no Rio de Janeiro, 2006.
"Deixa o Verão e Samba a Dois" - Tocada com Adriana Calcanhotto, respectivamente, no Rio de Janeiro e em Salvador, 2006.
"A Flor", "Do Sétimo Andar" e "Fez-se Mar" - Tocada com Mombojó, em Curitiba e Porto Alegre, 2006.
OBS¹: Todas as músicas listadas tiveram sua inclusão baseada em sua disponibilidade na internet.
OBS²: Participações isoladas de integrantes do grupo não precisam ser adicionadas aqui. Por favor, se desejas tal informação, consulte o site oficial.
OBS³: Para fichas técnicas, informações adicionais e para ver músicas da banda tocadas por outros artistas, visite o site oficial.

Indicações e Premiações

Grammy Latino
Indicado a Melhor Álbum de Rock Brasileiro, em 2000, com Los Hermanos (1999).
Indicado a Melhor Álbum de Rock Brasileiro, em 2004, com Ventura (2003).
Indicado a Melhor Álbum de Pop Contemporâneo, em 2006, com 4 (2005)

Prêmio Tim de Música Brasileira
Indicado a Melhor Disco Pop/Rock em 2004, com Ventura (2003).
Marcelo Camelo ainda concorria com "Veja Bem Meu Bem" (interpretada por Maria Rita), como melhor canção.

Prêmio Multishow de Música Brasileira

2000
Vencedor do prêmio de melhor composição, por "Anna Julia".

2002
Indicado ao prêmio de Melhor Disco, com Bloco do Eu Sozinho.

2004
Vencedor do prêmio de Melhor Grupo.
Indicado para melhor disco com Ventura e para melhor canção com "O Vencedor".

2006
Rodrigo Amarante vence na categoria "Melhor Instrumentista".
Indicado para Melhor Grupo, Melhor Canção (O Vento), Melhor Disco (4) e Melhor Show.

VMB
Vencedor da categoria Artista Revelação, em 2000, com o clipe de Anna Júlia.
Indicado da categoria Melhor Fotografia, em 2001, com o clipe de Todo Carnaval tem Seu Fim.
Indicado das categorias: Direção de Arte, Direção, Videoclipe do Ano, Audiência e Videoclipe de Rock, em 2003, com Cara Estranho
Indicado da categoria de Melhor Website, em 2004, com site de Marcos Sketch e Ricardo Brautigam.
Indicado da categoria de Melhor Vídeo de MPB, em 2005, com O Vento.
O Blog Hermaniacos é indicado a Melhor Website, em 2006.
Vencedor da categoria de Melhor Vídeo Clipe de MPB, em 2006, com Morena
Indicado à categoria Melhor Show, em 2007.» in Wikipédia.

"Ana Julia
Los Hermanos
Composição: Marcelo Camelo

Quem te ver passar assim por mim
Não sabe o que é sofrer.
Ter que ver você assim sempre tão linda.
Contemplar o sol do teu olhar, perder você no ar
Na certeza de um amor
me achar um nada,
Pois sem ter teu carinho
eu me sinto sozinho
eu me afogo em solidão...

Oh Ana Juliaaaaa

Nunca acreditei na ilusão de ter você pra mim.
Me atormenta a previsão do nosso destino.
Eu passando o dia a te esperar,
você sem me notar.
Quando tudo tiver fim, você vai estar com um cara,
Um alguém sem carinho.
Será sempre um espinho
dentro do meu coração.

Oh Ana Juliaaaaa

Sei que você já não quer o meu amor,
Sei que você já não gosta de mim,
Eu sei que eu não sou quem você sempre sonhou,
Mas vou reconquistar o seu amor todo pra mim.

Oh Ana Julia, Julia, Julia
ouououou!"

Mais informações sobre este magnífico grupo carioca, no seguinte link:
http://www2.uol.com.br/loshermanos/

30/07/08

Santa Cruz de Riba Tâmega - A organização territorial já foi bem diversa!


«Santa Cruz de Riba Tâmega


Santa Cruz de Riba Tâmega - A organização territorial diversa

Santa Cruz de Riba Tâmega é um antigo município português, na zona do Tâmega, que recebeu foral de D. Manuel I em 1 de Setembro de 1513 e foi extinto em Outubro de 1855, sendo integrado na sua maior parte no de Amarante.


A sua sede era a actual vila de Vila Meã, mas o seu território estendia-se também ao longo dos actuais concelhos de Lousada, Marco de Canaveses e Penafiel, englobando as freguesias de:


* Aião
* Amarante (São Veríssimo)
* Ataíde
* Banho
* Caíde de Rei
* Carvalhosa
* Castelões
* Constance
* Santa Cristina de Figueiró
* Figueiró de Riba Tâmega
* Fregim
* Louredo
* Oliveira
* Passinhos
* Real
* Recezinhos (São Mamede)
* Recezinhos (São Martinho)
* Santo Isidoro
* Toutosa


Após as reformas administrativas do início do liberalismo, anexou as freguesias de Mancelos e Vila Caiz e foram desanexadas as freguesias de Aião, Amarante (São Veríssimo) e Recezinhos (São Martinho).


Tinha, em 1801, 10 838 habitantes e, em 1849, 13 614 habitantes.» in Wikipédia.


«Tudo indica que Amarante deve a sua origem aos povos primitivos que demandaram a serra da Aboboreira (habitada desde a Idade da Pedra), embora se desconheça com exactidão o nome dos seus fundadores. Dá-se como certo, porém, que a urbe ganhou importância e visibilidade com a chegada de S. Gonçalo (1187-1259), nascido em Tagilde-Guimarães, que aqui se fixou depois de peregrinar por Roma e Jerusalém.


Em tempos não muito longínquos, o concelho de Amarante pertencia administrativamente à província do Minho, fazendo fronteira com os concelhos de Celorico de Basto (N), Gestaço (E), Gouveia (S) e Santa Cruz de Riba Tâmega (O). Com as reformas administrativas liberais do séc. XIX desapareceram os municípios de Gouveia, Gestaço e Santa Cruz de Ribatâmega, tendo o de Amarante recebido a maioria das suas freguesias. Desde então o concelho estende-se por uma área de 301,5 quilómetros quadrados, a que correspondem, hoje, 40 freguesias, 18 ao longo da margem direita do rio Tâmega e 22 da margem esquerda, ocupando uma posição de destaque na região do Douro-Tâmega.» in http://netviagens.sapo.pt/Vacation/ferias_detalhe.aspx?tipo=ferias&idAcordo=13688&id=D884BF73-768B-4B14-A245-F7A4CF2E74F0&idcanal=1919434E-9853-A420-6865-7CE2570144A8
--------------------------------------------------------------------------------------------------
Santa Cruz do Riba Tâmega, um antigo Concelho cujos Paços, foram restaurados em Vila Meã, pela Câmara Municipal de Amarante, em boa hora o que decerto contribuirá para existirem mais estudos sobre as organizações territoriais anteriores, às que vigoram na actualidade. Gostaria de ter mais informação sobre Gestaçô que pelo que sei, actualmente, é uma Freguesia situada entre Mesão frio e Baião, mas que já teve outra dimensão e Gouveia cuja Casa da Câmara está situada em Gondar Amarante. Além do interesse histórico que tenho por tudo o que diz respeito a esta região e que, infelizmente, não estudei na Escola. Vem tudo isto a propósito de que as organização territoriais não devem ser estáticas ao longo do tempo, mas antes evoluir com os seus fluxos populacionais e dimensão económica e social. Com o actual quadro de miséria, pobreza e subdesenvolvimento que afectam a Zona do Baixo Tâmega, não seria de repensar uma nova organização deste vasto território e colocar na ordem do dia a regionalização, pondo fim a este país que circula em várias velocidades, andando a Região da Grande Lisboa no topo do Pelotão e a nossa Zona do Tâmega com a lanterna vermelha...

Turismo Rural - Sonhar é Bom!


Deste tipo de Turísmo é que estamos a precisar, todos os Portugueses!

29/07/08

UEFA mantém FC Porto na Champions - Justiça linear versus Justiça aos repelões!








«UEFA mantém FC Porto na Champions

A UEFA vai manter a participação do FC Porto na edição deste ano da Liga dos Campeões, apesar do requerimento apresentado pelo Vitória de Guimarães, indicou esta terça-feira um porta-voz da UEFA em declarações à Rádio Renascença.
Os vimarenenses argumentavam que a decisão da Federação Portuguesa de Futebol em aplicar os castigos decididos pelo conselho de Justiça – despromoção do Boavista e suspensão de Pinto da Costa durante dois anos – constituíam uma decisão final, pelo que a UEFA deveria excluir os dragões, o que colocaria os minhotos na fase de grupos da Liga dos Campeões e o Benfica a disputar a terceira pré-eliminatória.
«A UEFA já conhece essa decisão e tomou nota dela, mas apenas isso. Não muda nada. O Comité de Apelo admitiu o FC Porto porque a UEFA tem que esperar pela decisão da justiça civil em Portugal. E também nada pode mudar até recebermos os fundamentos do Tribunal Arbitral de Desporto, em que os recursos de Benfica e V. Guimarães não tiveram provimento», disse o responsável.»
--------------------------------------------------------------------------------
De facto a UEFA não se confunde com os Organismos Desportivos Portugueses e alguns, ingenuamente ou talvez não, ainda se acreditam que era possível reverter uma decisão bem ponderada pela UEFA, por dá cá aquela palha... lembram-se do caso do célebre carimbo, do caso Mateus em que a Federação Portuguesa de Futebol teve, como agora, que invocar o Interesse Público, por manifesta incapacidade para resolver os problemas criados no seu seio. Doutor Gilberto Madaíl demita-se, faça um favor ao Futebol Português e a si mesmo. Consigo os imbróglios tendem a adensar-se e a ter soluções encapotadas em Pareceres do Dr. Freitas do Amaral, que em Portugal, valem mais do que um Tribunal. O Boavista F.C. e o Senhor Pinto da Costa devem ser punidos quando, inequivocamente, não restarem dúvidas da sua culpa e haja relação causa-efeito provada. Doutro modo não se trata de justiça, é "vendeta" aquilo de que falamos. Quanto à patética pretensão do Vitória de Guimarães e do encapuçado Benfica; cospem, cospem, mas um dia a sua porcaria vai cair... Viva o F.C. Porto, abaixo os vendilhões do templo!

UB40 - Um estilo Reggae dos 80's e agradável para o Verão!



UB40 - "Red Red Wine" - (1983)

UB40 - "I Got You Babe"

UB40 - "Can't Help Falling in Love"

UB40 - "Don't Break My Heart" - (Live)

UB40 - "Kiss and Goodbye"

UB40 - "The Way You do The Things You Do"

UB40 - "Please Don't Make Me Cry"

UB40 - "Sweet Sensation"

UB40 - "Rat in mi Kitchen" - (Original)

UB40 & Chrissie Hynde - "Breakfast In Bed" - (1988)

UB40 - "Homely Girl"

UB40 & Pato Banton - "Baby Come Back"

UB40 - "Since I Met You Lady" - (live)

UB40 - "Maybe Tomorrow" - Rotterdam Live (2003)

UB40 - "Keep On Moving" - Rotterdam Live (2003)

UB40 - "Food For Thought" - (Live 2003)

«Os UB40 são uma banda de influências reggae e pop do britânica, formada em 1978, na cidade de Birmingham.

História

O grupo surgiu em 1978 numa fila da Segurança Social Britânica e extraiu o seu nome de um impresso do fundo de desemprego, designado por Unemployment Benefit 40 (Benifício de Desemprego).
Sua formação multi-racial reflete o meio de onde emergiram os seus membros. Formado pelos irmãos Ali (voz e guitarra) e Robin Campbell (guitarra), Earl Falconer (baixo), Mickey Virtue (teclados), Brian Travers (saxofone), Jim Brown (bateria) e Norman Hassan (percussão), o UB40 popularizou ritmos jamaicanos entre os ingleses brancos de classe operária, agregando um forte caráter político-social.» in Wikipédia.

«UB40
From Wikipedia, the free encyclopedia
Jump to: navigation, search
UB40

UB40 in May 2008
Background information
Origin Birmingham, England, UK
Genres Reggae, Dub
Years active 1978–present
Labels Graduate Records
DEP International
Virgin Records
A&M Records (US)
Associated acts Chrissie Hynde, Afrika Bambaataa, Robert Palmer, Lady Saw, Hunterz and The Dhol Blasters
Website ub40.co.uk
Members
James Brown
Duncan Campbell
Robin Campbell
Earl Falconer
Norman Hassan
Brian Travers
Astro
Tony Mullings
Laurence Parry
Martin Meredith
Past members
Ali Campbell
Michael Virtue
Patrick Tenyue
Henry Tenyue
Maxi Priest
UB40 are a British reggae band formed in 1978 in Birmingham. The band has placed more than 50 singles in the UK Singles Chart, and has also achieved considerable international success. One of the world's best-selling music artists, UB40 have sold over 70 million records.[1]
Their No.1 hit singles include their first number 1 "Food For Thought" and two U.S. Billboard Hot 100 number ones with "Red Red Wine" and "Can't Help Falling in Love", while "I Got You Babe" also topped the UK singles chart.

Contents

[hide]

[edit] History

[edit] 1978-1999

The band members began as friends who knew each other from various schools across Birmingham. The name "UB40" was selected in reference to the document issued to people claiming unemployment benefit from the UK government's Department of Health and Social Security (DHSS) at the time of the band's formation. The designation UB40 stood for Unemployment Benefit, Form 40.[2]
Brian Travers saved up and bought his first saxophone whilst working as an electrical apprentice for NG Bailey, leaving after a few years to become a founding member of UB40 alongside Jimmy Brown, Earl Falconer and Ali Campbell.
Before some of them could play their instruments, Ali Campbell and Brian Travers travelled around Birmingham promoting the band, putting up UB40 posters.
Their sound was created and honed through many long jam sessions at various locations in Birmingham. Their first gig took place on 9 February 1979 at The Hare & Hounds Pub in Kings Heath, Birmingham for a friend's birthday party.
UB40 caught their first break when Chrissie Hynde noticed them at a pub and gave them an opportunity as a support act to her band, The Pretenders. UB40's first single, "King"/"Food for Thought" was released on Graduate Records, a local independent label run by David Virr. It reached No. 4 on the UK Singles Chart.
Their first album was titled Signing Off, as the band were signing off from or closing their claim on the unemployment benefit. It was recorded in a bedsit in Birmingham and was produced by Bob Lamb. Norman Hassan said of the recording: "if you stripped my track down, you could hear the birds in the background." This is because his tracks were recorded outside in the garden. Signing Off was released on 29 August 1980, and entered the UK Albums Chart on 2 October 1980. It reached as high as No. 2 in the UK and spent 71 weeks in total on the chart. Signing Off is now a Platinum album.
After great success in the UK, UB40's popularity in the United States was established when they released Labour of Love, an album of cover songs, in 1983. The album reached No. 1 on the UK Albums Chart and No. 8 on the Billboard 200 in the US. The album featured the song [3] "Red Red Wine", a cover version of a Neil Diamond song (in an arrangement similar to that of Tony Tribe's version); it stayed on the charts for over a hundred weeks. Three years later UB40 performed at the Birmingham Heart Beat Charity Concert 1986.
Their most successful worldwide single release is the cover of the Elvis Presley ballad "(I Can't Help) Falling In Love With You" which was the main title to the 1993 Sharon Stone movie Sliver and was a number one hit across Europe and in the US.

UB40 live in Wellington, New Zealand in 2004

[edit] 2000s

UB40 toured South Africa in July 2007 and headlined the Live Earth concert at the Cradle of Humankind, near Johannesburg. They performed one of the longest sets for the event at approximately 54 minutes.
On 21 August 2007, they performed with Cas Haley on the America's Got Talent season finale.
On 24 January 2008 it was announced that Ali Campbell would be leaving the group after 30 years. It was originally stated that this was in order for Campbell to concentrate on solo projects, but Campbell later said he was leaving due to management and business disputes.[4] The remaining seven members released a statement saying: "Ali made a very simple decision, he chose to pursue and put his solo career over and above continuing to work with UB40 after February 2008, it’s as simple as that".[5]
It was reported by some Birmingham newspapers on 13 March 2008, that Maxi Priest would be the new lead singer of UB40 and had recorded a cover of Bob Marley’s "I Shot the Sheriff" with the band, based on information from an unnamed "source close to the band." Priest had joined UB40 on their arena tour in 2007, culminating in sell-out shows at the NEC Birmingham in December.[6][7] Another local newspaper reporting that Maxi Priest would be the new UB40 frontman, also included a statement from band spokesman Gerard Franklyn which contradicted this claim: "Maxi is collaborating with the band to record material but there is no decision been made to replace Ali Campbell with one definitive singer. The reports are half correct he will be appearing with them for this new recording."[8] In April 2008, the BBC reported that Campbell was to be replaced in the band by his brother Duncan, with reggae singer Maxi Priest also bolstering the line-up on tour. Since Duncan Campbell joined UB40 as lead singer the band have carried on touring throughout the world to critical acclaim.[9]
The band released their next album, TwentyFourSeven, UB40's last with the original lineup, by way of a free insert in The Mail on Sunday's 4 May 2008 issue.[10] which sold nearly three million copies. This led to a backlash when the full 17 track version was released 21 June 2008, and most of the big retailers refused to stock it. It failed to reach the Top 75 in the UK, which was a first, as all their official albums had previously gone Top 50 on the UK Albums Chart. Their next release, on EMI, was a collection called Love Songs, which reached number 3 in the UK.[11]
The band played numerous outdoor shows in the UK in 2008. They also toured the US, which included their first show at the Hollywood Bowl. During the 2009 U.S. Tour UB40 offered fans live concert recordings on USB wristbands. The wristbands also included the Dub Sessions remix album and photos.[12]
On 12 June 2010, UB40 played a one-off concert to motor racing fans at the Le Mans 24 hour race. The playlist included Red Red Wine, Can't Help Falling in Love and Kingston Town. UB40 announced that after completing a coast to coast 2010 American tour they will be playing a nationwide UK tour in October/November 2010 performing their seminal album 'Signing Off', in full, along with a second set of popular UB40 songs following an interval during which DJ Gold will be playing a UB40 dub set. To coincide, on 1 Nov 2010 a remastered 2CD+DVD of 'Signing Off' is released as a '30th Anniversary Special Edition'[13]

[edit] Influences

UB40 were influenced by the many blues parties they attended as teenagers in the multicultural Balsall Heath area of Birmingham. Their love of ska, reggae and early lovers rock inspired such original tracks as "King", "Madam Medusa", "Food for Thought", "Signing Off" and "One in Ten".[14]
Their early musical style was unique, with a heavy influence of analogue synthesisers, psychedelic rock guitar, saxophone and dub producer techniques which were later perfected by Pablo Falconer.[citation needed]
The Campbell brothers are the sons of the folk musician, Ian Campbell.

[edit] Achievements

UB40 is one of the most commercially successful reggae acts of all time in terms of record sales (over 70 million), chart positions and touring schedule.[1] During their three-decade long career, they have been performing sell-out shows worldwide and headlining the Reggae Sunsplash music festival in Jamaica, as well as spreading reggae to Russia, South America, etc. They have performed twice at the Night of the Proms, in 2000 and in 2006. In 2006 UB40 was nominated for a Grammy Award (Reggae category) for their album Who You Fighting For.
All three of their UK number one hits and four of their five U.S. top ten hits were cover versions.
UB40 collaborators include: Pato Banton, Madness, Bitty McLean, Chrissie Hynde, Maxi Priest, Robert Palmer, Hunterz, Japanese artist Mikidozan, French artist Nuttea, Lady Saw, Afrika Bambaataa, 808 State.

[edit] Band members

The ethnic makeup of the band is diverse, with musicians of English, Scottish, Irish, Yemeni and Jamaican parentage. From the band's 1978 inception through early 2008, UB40's line-up was constant. In 2008 Ali Campbell left the band, followed shortly thereafter by Mickey Virtue, marking the first lineup change in the band's history. Founding members are listed in bold.

[edit] Current members

  • Robin Campbell - born 25 December 1954, Birmingham - lead guitar, vocals (1978–present)
  • Earl Falconer - born 23 January 1957, Birmingham - bass guitar, vocals (1978–present)
  • James (Jimmy) Brown - born 20 November 1957, Birmingham - drums (1978–present)
  • Brian Travers - born 7 February 1959, Birmingham - saxophone, Lyricon, wind synth (1978–present)
  • Astro - born Terence Wilson, 24 June 1957, Birmingham - toasting vocals, percussion, trumpet (1978–present)
  • Norman Hassan (Arabic: نورمان حسن‎) - born 26 January 1958, Birmingham - percussion, trombone, vocals (1978–present)
  • Tony Mullings - keyboards (2008–present)
  • Duncan Campbell - vocals (2008–present)
  • Martin Meredith - saxophone (1997–present) (live band member)
  • Laurence Parry - trumpet, flugelhorn, trombone (1995–present) (live band member)

[edit] Former members

  • Ali Campbell - born Alistair Campbell, 15 February 1959, Birmingham - guitar, lead vocals (1978–2008)
  • Mickey Virtue - born Michael Virtue, 19 January 1957, Birmingham - keyboards (1978–2008)
  • Patrick Tenyue - trumpet - (1983–94) (live band member)
  • Henry Tenyue - trombone (1983–94) (live band member)
  • Maxi Priest - vocals (2008) (live band member)

[edit] Discography

[edit] Gallery

[edit] See also

[edit] References

  1. ^ a b Sherwin, Adam (2008-04-30). "UB40 reveal new lead singer: Ali Campbell's brother Duncan". Times Online (London). http://entertainment.timesonline.co.uk/tol/arts_and_entertainment/music/article3848605.ece. 
  2. ^ The DHSS was replaced by what is now the Department for Work and Pensions (DWP), and the UB40 no longer exists, although the term is still well understood to refer to unemployment claims in the UK.
  3. ^ <http://www.youtube.com/watch?v=iA41i8gmE8k&feature=quicklist>
  4. ^ Ali Campbell interview by Pete Lewis, 'Blues & Soul' July 2010
  5. ^ "UB40 singer Campbell quits group". BBC News. 2008-01-25. http://news.bbc.co.uk/1/hi/england/west_midlands/7209015.stm. Retrieved 2010-09-23. 
  6. ^ "Birmingham Post: Maxi Priest is new singer with UB40". Icbirmingham.icnetwork.co.uk. 2008-03-13. http://icbirmingham.icnetwork.co.uk/birminghampost/sport-news/tm_headline=maxi-priest-is-new-singer-with-ub40&method=full&objectid=20619788&siteid=65233-name_page.html. Retrieved 2010-09-23. 
  7. ^ "Maxi Priest to join UB40". Birmingham Mail. http://www.birminghammail.net/news/birmingham-news/2008/03/14/maxi-priest-to-join-ub40-97319-20622173/. Retrieved 2010-09-23. 
  8. ^ "Maxi Priest is new UB40 frontman". Express and Star. http://www.expressandstar.com/2008/03/14/maxi-priest-is-new-ub40-frontman/. Retrieved 2010-09-23. 
  9. ^ Youngs, Ian (2008-05-02). "UB40 singer replaced by brother". BBC News. http://news.bbc.co.uk/1/hi/entertainment/7375518.stm. Retrieved 2010-09-23. 
  10. ^ "Next week: UB40's new album free". The Mail on Sunday. 2008-05-04. http://www.mailonsunday.co.uk/pages/live/articles/showbiz/showbiznews.html?in_article_id=561970&in_page_id=1773. Retrieved 2010-09-23. 
  11. ^ <http://www.entertainmentandshowbiz.com/lily-allen-lily-allen-scores-uk-chart-double-2009022211531>
  12. ^ "Velvet Rope Forums: UB40 - USB - HOB". Velvetrope.com. http://www.velvetrope.com/forums/ubbthreads.php?ubb=showflat&Number=646126. Retrieved 2010-09-23. 
  13. ^ Ali Campbell interview by Pete Lewis, 'Blues & Soul' October 2010
  14. ^ "UB40." solarnavigator. Web. 3 Dec 2009. <http://www.solarnavigator.net/music/ub40.htm>.

[edit] External links


"Cherry Oh Baby

UB Forty

Composição: Eric Donaldson
Cherry oh, Cherry oh, baby,
Don`t you know I'm in love with you
If you don`t believe it`s true,
What else is there for me to do?
Look how long I,ve been waiting,
For you to come right in.
And now that we are together,
Please make all my joys come over.
(Chorus)
Oh oh ee oh oh ee oh,
Oh oh ee oh ee oh ee oh.
Yeah, yeah, yeah, yeah, yeah, Yah.
Oh, yeah.
Yeah, Yeah, Yeah.
Cherry, oh, Cherry, oh, baby,
Don`t you know I`m in love with you?
If you don`t believe I do,
Then why don`t you try me?
I will never let you down,
Never make you wear no frown.
If you say you love me madly,
Then babe I'll accept you gladly.
(Chorus)
Cherry, oh, Cherry, oh, baby,
Don`t you know I`m in love with you?
If you don`t believe I do,
Then why don`t you try me?
I will never let you down,
Never make you wear no frown.
If you say you love me madly,
Then babe I'll accept you gladly.
(Chorus)"


Mais informações sobre esta Banda Reggea no seguinte link:
http://www.ub40.co.uk/
Pin It button on image hover