20/07/17

Amarante F.C. - Nuno Dias, mais conhecido por Nené no mundo do futebol, rubricou uma época fantástica ao serviço do Amarante FC, tendo sido o grande destaque da equipa que esteve 480 minutos sem sofrer golos.



«NENÉ, GUARDA-REDES

Um muro de “betão” na baliza do Amarante.

Nuno Dias, mais conhecido por Nené no mundo do futebol, rubricou uma época fantástica ao serviço do Amarante FC, tendo sido o grande destaque da equipa que esteve 480 minutos sem sofrer golos. Natural de Vila Real, o jogador, de 34 anos, vai continuar por terras de São Gonçalo, onde se sente em casa.

Conheça o percurso do vila-realense que sempre acreditou no seu valor e que tem na família o seu grande suporte… 

é Ferreira Dias
Idade: 34 anos
Naturalidade: Vila Real
Clubes representou: Abambres, Vila Real, Fiolhoso, Alijoense, Cerva, Santa Marta, Pedras Salgadas e Amarante.» in https://www.avozdetrasosmontes.pt/noticia/15402

Música Rock - Chester Bennington, um dos vocalistas dos Linkin Park, morreu esta quinta-feira, 20 de julho, confirmou o médico legista do condado de Los Angeles à Associated Press, sem avançar mais detalhes.



«Morreu Chester Bennington, vocalista dos Linkin Park

Chester Bennington, um dos vocalistas dos Linkin Park, morreu esta quinta-feira. A notícia já foi confirmada pelo médico legista do condado de Los Angeles. O músico tinha 41 anos.

Chester Bennington, um dos vocalistas dos Linkin Park, morreu esta quinta-feira, 20 de julho, confirmou o médico legista do condado de Los Angeles à Associated Press, sem avançar mais detalhes. Segundo o site TMZ,  o músico terá cometido suicídio na sua casa de Palos Verdes, em Los Angeles.

O corpo do cantor de 41 anos foi encontrado na manhã desta quinta-feira, 20 de julho, pouco antes das nove da manhã (17h00 em Portugal continental). A agência AP cita o porta-voz do médico legista do condado de Los Angeles, que adiantou que a morte está a ser investigada como “um aparente suicídio”.

Ao site TMZ, fontes policiais avançam ainda que Chester Bennington se enforcou.

Mike Shinoda, outro dos membros fundadores da banda, também confirmou a morte no Twitter, confessando estar "chocado e de coração partido". O músico avançou ainda que os Linkin Park vão emitir um comunicado oficial em breve.

O vocalista enfrentava há vários anos problemas ligados ao consumo de drogas e álcool. Segundo o TMZ, o músico tinha confessado anteriormente que já tinha pensado em suicidar-se porque teria sido abusado sexualmente em criança por um homem mais velho.

O vocalista do grupo norte-americano era muito próximo de Chris Cornell, vocalista do Soundgarden e do Audioslave, que se suicidou em maio, aos 52 anos. Na altura, o músico partilhou uma carta aberta dedicada aos amigo.

Por mera coincidência (ou não), o cantor Chester Bennington morreu no dia de nascimento de Cornell, que faria esta quinta-feira 53 anos.

Chester Bennington era casado e tinha seis filhos, um deles adotivo, de duas mulheres.

O músico ficou conhecido em todo o mundo depois do lançamento do primeiro disco ("Hybrid Theory") dos Linkin Park, em 2000. Bennington criou ainda o grupo Dead by Sunrise e chegou a substituir o histórico Scott Weiland nos Stone Temple Pilots.

"Faint", "In the end", "Crawling" e "Numb" são alguns dos maiores sucessos da carreira do grupo que liderava com Mike Shinoda, co-vocalista dos Linkin Park. Os Linkin Park estrearam-se ao vivo em Portugal em setembro de 2003, com um concerto no Pavilhão Atlântico. Entretanto regressaram várias vezes a Portugal, nomeadamente em 2004, para o festival Super Bock Super Rock, em Lisboa, em 2007, para o festival NOS Alive, em Oeiras, em 2008, 2010, 2012 e 2014, para o festival Rock in Rio, em Lisboa, e, em 2009, para o festival Rock One, em Portimão.

Os concertos em Portugal

Os norte-americanos atuaram pela última vez em Portugal nos 10 anos do Rock in Rio Lisboa, em 2014. No Parque da Bela Vista, a banda foi recebida por mais de 68 mil pessoas. Chester Bennington e Mike Shinoda marcaram presença em três das sete edições do Rock in Rio Lisboa. A vice-presidente do evento de música e entretenimento, Roberta Medina, disse ao SAPO Mag que os Linkin Park eram “uma das bandas mais pedidas pelo público português". "O nível de popularidade deles em Portugal é inegável", frisou.

Atualmente, os Linkin Park encontravam-se promover o último disco, "One More Light", lançado a 19 de maio. A banda foi, no passado fim de semana,  cabeças de cartaz do festival Hellfes, em França, e tinha um concerto marcado para 27 de julho, no Xfinity Center, em Mansfield, no Estado norte-americano de Massachusetts, no âmbito da digressão do seu mais recente álbum. A 28 de julho deveriam atuar em Nova Iorque.

Durante a tarde desta quinta-feira, o grupo partilhou inclusive um novo videoclip nas redes sociais.» in http://mag.sapo.pt/showbiz/artigos/morreu-um-dos-vocalistas-dos-linkin-park-avanca-tmz


Linkin Park - "Faint" - (Official Video)


Linkin Park - "Numb" - (Official Video)


Linkin Park - "In the End" - (Official Video)


Linkin Park - "Crawling" - (Official Video)


"Crawling

Crawling in my skin
These wounds they will not heal
Fear is how I fall
Confusing what is real

There's something inside me that pulls beneath the surface
Consuming, confusing
This lack of self control I fear is never ending
Controlling
I can't seem
To find myself again
My walls are closing in
(Without a sense of confidence
I'm convinced that there's just too much pressure to take)
I've felt this way before
So insecure

Crawling in my skin
These wounds they will not heal
Fear is how I fall
Confusing what is real

Discomfort endlessly has pulled itself upon me
Distracting, reacting
Against my will I stand beside my own reflection
It's haunting
How I can't seem
To find myself again
My walls are closing in
(Without a sense of confidence
I'm convinced that there's just too much pressure to take)
I've felt this way before
So insecure

Crawling in my skin
These wounds they will not heal
Fear is how I fall
Confusing what is real

Crawling in my skin
These wounds they will not heal
Fear is how I fall
Confusing, confusing what is real

There's something inside me that pulls beneath the surface
Consuming, Confusing what is real
This lack of self control I fear is never ending
Controlling, Confusing what is real"

Amarante Des Arts - Hostel & Suites - Após anos de abandono, o edifício do primeiro hotel de Amarante abriu como Des Arts - Hostel & Suites, pela mão da família de Teixeira de Pascoaes.


À esquerda, o Grande Hotel Silva, nos anos 1920. À direita, o novo Des Arts – Hostel & Suites, cujas portas abriram este mês.


Há referências ao Grande Hotel Silva desde pelo menos 1902. A família conservou a história, mas adaptou o edifício ao século XXI.


No bar há fotos de Mário Cesariny na Casa de Pascoaes e um telegrama de Amadeo de Souza-Cardoso para Teixeira de Pascoaes. © Divulgação


Vários quartos têm vista para o rio Tâmega. © Divulgação

No bar há fotos de Mário Cesariny na Casa de Pascoaes e um telegrama de Amadeo de Souza-Cardoso para Teixeira de Pascoaes. © Divulgação

 «Des Arts, um hostel com arte e os genes de Teixeira de Pascoaes

Após anos de abandono, o edifício do primeiro hotel de Amarante abriu como Des Arts - Hostel & Suites, pela mão da família de Teixeira de Pascoaes. Dormir na Casa de Pascoaes também já é possível.

E esta saudosa casa, onde brilhou 
Tua voz num instante sempiterno
(Teixeira de Pascoaes, “Ausência”)

Os amarantinos foram os primeiros a saber que a saudosa casa situada no centro da cidade, o Grande Hotel Silva, ia voltar a ter vida. Alguns iam entrando, para contar que foi ali, naquele que foi o primeiro e único hotel de Amarante durante pelo menos 40 anos, que os pais, os tios ou um irmão, se casaram. “Nas nossas pesquisas ficamos a saber que o Grande Hotel Silva já existia em 1902”, conta Francisca Fonseca, que com os irmãos Rita e Álvaro, e o marido Roberto Feitosa, acaba de abrir aquelas mesmas portas aos turistas que cada vez chegam em maior número a Amarante. Chamaram-lhe Des Arts – Hostel & Suites e encheram-no de referências artísticas. Ou não fossem Francisca, Rita e Álvaro sobrinhos-bisnetos do poeta Teixeira de Pascoaes.

O edifício de cinco andares sempre pertenceu à família, mas foi entrando em decadência até ser despromovido a Albergaria Dona Margarita. Fechou em 2007 e assim ficou, abandonado, durante alguns anos. Francisca Fonseca e o marido eram ambos produtores do festival Rock in Rio e estavam a viajar pelo Brasil quando ela recebeu um telefonema do pai, a desafiá-la para recuperar o espaço e criar ali quartos para o turismo crescente na cidade.

Aceitou, mudou-se para a terra onde nasceu e convenceu os irmãos — ambos a viverem no Brasil — a ajudá-la, transformando a recuperação num projeto local e familiar. Janelas, mesas, cadeiras, camas, quase tudo foi recuperado à mão. O projeto arquitetónico é do amarantino João Abreu e as informações no interior do hotel foram também criadas por um artista local, Boni Oso, porque desde logo o objetivo ficou traçado: a família de artistas ia trazer a arte a cada canto do hostel.

A abertura fez-se no início de julho. Logo à entrada do edifício, todo pintado de branco e azul, há uma parede com recortes e anúncios antigos ao Grande Hotel Silva, “recomendado pela Propaganda de Portugal”, pode ler-se num recorte de jornal do tempo da ditadura. E com “Auto-Garagem”, vangloriavam-se. Hoje, o Des Arts não tem garagem, porque há um parque de estacionamento gratuito mais abaixo. Tem, sim, 15 suites e camaratas de duas, quatro, seis, oito, 10 e 12 pessoas, num total de 48 camas. Na época de verão, os preços das camaratas variam entre os 18€ e os 24€ por pessoa. Já as suites, mais privadas, começam nos 55€ por quarto e vão até aos 86€ da suite twin superior. O pequeno-almoço está incluído.

A disposição dos andares faz lembrar a do Titanic: suites nos andares mais elevados, camaratas em baixo. Quase todos os quartos têm o nome de um pintor ou de um escritor, alguns deles de Amarante. António Carneiro, Agustina Bessa-Luís, D’Assumpção, Sophia de Mello Breyner, Raúl Brandão. As suites dos escritores têm mesinhas de cabeceira originais, em formato de livro. As dos pintores fazem lembrar paletas. Foi a avó Amélia, que durante quase toda a vida cuidou da Casa de Pascoaes, herdada pelo marido João Vasconcelos (Teixeira de Pascoaes não teve filhos, João era um dos sobrinhos) quem ajudou a organizar os batismos dos quartos. “Ela ia dizendo: este não pode ficar ao lado deste porque não se davam bem, estes podem ficar um ao lado do outro”, recorda Francisca.

As melhores suites são as de Teixeira de Pascoaes e Amadeo de Souza-Cardoso, o pintor modernista também de Amarante. A avó colocou os nomes dos dois amigos lado a lado, como tinha de ser. E ambos dão acesso a um pequeno jardim privativo, com o desenho no chão de uma das violas que Amadeo pintou, antes de morrer precocemente, em 1918. Pascoaes sobreviveu-lhe 34 anos mais, até 1952. Agora, estão juntos no Des Arts.

“Já tivemos pessoas a pedirem para ficar em quartos de artistas específicos, como no de Mário Cesariny”, conta Roberto. E logo Cesariny, que chegou a escrever que Teixeira de Pascoaes foi um “poeta bem mais importante do que Fernando Pessoa“.

As camaratas ainda não têm todas um artista a dar-lhes nome. Feitas em madeira, as camas nas camaratas maiores têm a particularidade de poderem recolher-se na parede e de só poderem ser abertas com uma chave. Há um balneário feminino e outro masculino, mas não há camaratas divididas por sexo. Há, sim, camaratas mais pequenas, de duas e quatro camas, que podem ser reservadas só por rapazes ou raparigas.

No piso das camaratas fica também uma cozinha comunitária, espaçosa, com tudo o que é preciso para cozinhar uma refeição. Até às 10h, é ali que são servidos os pequenos almoços. A partir daí, é de uso livre dos hóspedes. Já no piso zero, o da recepção, há um bar aberto até tarde, que aposta nos cocktails e nas tábuas de queijos e enchidos.

A esplanada fica virada para o rio Tâmega, logo ali ao lado, e será muito concorrida no verão. Mas o interior da sala também merece contemplação. Sobretudo o cantinho da parede com fotos de Agustina Bessa-Luís, Sophia de Mello Breyner e Eugénio de Andrade juntos, a foto de Mário Cesariny com Amélia e João Vasconcelos, os avós de Francisca, e um de muitos telegramas que Amadeo de Souza-Cardoso escreveu ao “querido amigo” Teixeira de Pascoaes, este assinado com a data de fevereiro de 1917, naquela sua caligrafia inconfundível.

Grande parte do espólio do poeta foi comprado pela Câmara de Amarante à família, em 2012. O que sobrou está na Casa de Pascoaes, junto com os muitos quadros de artistas como D’Assumpção, Cruzeiro Seixas, Mário Cesariny e também do sobrinho herdeiro, João Vasconcelos, espalhados nas paredes. Vasconcelos deixou tantos quadros que alguns podem ser agora vistos no novo hostel.

Um novo turismo rural na histórica Casa de Pascoaes

Teixeira de Pascoaes é o expoente máximo de uma família nobre ligada às artes, e isso é ainda mais visível aos que têm a sorte de visitar a Casa de Pascoaes, a apenas três quilómetros do Des Arts, e onde Teixeira de Pascoaes viveu toda a vida.

Quando a avó Amélia vivia no Solar do século XVII, que inclui alguns hectares de terreno onde ainda se produz o vinho Casa de Pascoaes, recebia alguns visitantes e com sorte, mostrava-lhes as divisões que conservava tal como sempre foram. Este ano, a família abriu em permanência, pela primeira vez, três quartos de turismo rural na propriedade que chegou a ser incendiada por forças napoleónicas e por onde passaram tantos escritores e pintores, de visita ao autor de Embriões.

Com preços entre os 60€ e os 80€, a experiência será certamente diferente de ficar no centro da cidade, num edifício acabado de renovar. Mas é o mais próximo que se poderá estar de compreender a paixão que o poeta sentia pela natureza, a sua vontade em passar todo o tempo que pudesse naquela casa, a ler e a escrever.

Uma coisa é certa. Amarante, cidade onde nasceram e viveram artistas que marcaram a literatura e a pintura em Portugal, acaba de ganhar dois alojamentos que lhe fazem justiça. E que nos recordam um excerto do poema “Canção duma Sombra”, de Pascoaes:

Sem esta terra funda e fundo rio / Que ergue as asas e sobe, em claro voo / Sem estes ermos montes e arvoredos / Eu não era o que sou.

Nome: Des Arts – Hostel & Suites
Morada: Rua Cândido dos Reis, 53, 4600-055 Amarante
Telefone: 96 228 7457
Site: www.hosteldesarts.com» in http://observador.pt/2017/07/19/des-arts-um-hostel-com-arte-e-os-genes-de-teixeira-de-pascoaes/

F.C. do Porto Jogos de Preparação - O FC Porto empatou na madrugada desta quinta-feira (ainda noite de quarta no México) no terreno do Chivas, o atual campeão nacional do país, por 2-2, isto após ter terminado a primeira parte a vencer por 2-0, graças a golos de Aboubakar (dois minutos) e Otávio (38).



«BONS INDÍCIOS NA CASA DO CAMPEÃO MEXICANO

Equipa deixou fugir vantagem de dois golos na segunda parte (2-2), mas as ideias de Sérgio Conceição estão no terreno.

O FC Porto empatou na madrugada desta quinta-feira (ainda noite de quarta no México) no terreno do Chivas, o atual campeão nacional do país, por 2-2, isto após ter terminado a primeira parte a vencer por 2-0, graças a golos de Aboubakar (dois minutos) e Otávio (38). Mesmo tendo permitido a recuperação do adversário, o que mais se destacou nesta exibição dos Dragões foi o empenho em absorver as ideias do novo treinador e, especialmente na primeira parte, as mesmas tiveram resultados práticos. O cansaço e as muitas trocas nos segundos 45 minutos permitiram a recuperação do Chivas, que concretizou as duas únicas situações de perigo criadas, mas o resultado era menos importante do que a evolução exibicional no capítulo final desta digressão asteca.

Sérgio Conceição manteve oito dos titulares do jogo de há dois dias com o Cruz Azul, com destaque para a consolidação do quarteto defensivo. E aquilo a que se assistiu foi precisamente a um reforço dos princípios mostrados na partida disputada na Cidade do México: mobilidade e pressão, laterais projetados no terreno e objetividade no último terço. A três dias da estreia no Torneio Abertura da Liga mexicana, o Chivas não alinhou com grande parte dos habituais titulares e teve de recorrer a jogadores oriundos da formação, identificáveis pelos três números na camisola. Porém, foi o alto nível portista que provocou dificuldades intransponíveis aos visitados.

Os Dragões chegaram à vantagem logo ao segundo minuto: o lance parecia perdido, mas a pressão e um mau corte de um defesa permitiram a Aboubakar isolar-se e finalizar. O golo madrugador deu confiança aos portistas e transmitiu intranquilidade à formação de Guadalajara: o resultado ao intervalo poderia ter sido bem gordo, já que não faltaram situações para aumentar a vantagem, nomeadamente por Otávio (rematou ao lado em posição frontal, aos 31 minutos) e Aboubakar (acertou no poste, aos 32, após cruzamento de Ricardo). Já com três substituições realizadas, o FC Porto fez o 2-0 aos 38 minutos, com o pequeno Otávio a corresponder de cabeça, no coração da área, a um cruzamento de Herrera, um dos jogadores que tinha entrado pouco antes.

O Chivas trocou todo o onze ao intervalo, colocando no terreno alguns dos seus protagonistas, mas o FC Porto continuou a dominar até ao momento do primeiro golo dos locais, apontado por José Juan Macías, aos 57 minutos, na sequência de um livre marcado rapidamente, de forma quase sub-reptícia e de legalidade mais do que discutível. Esse balão de oxigénio permitiu aos mexicanos pressionar durante os minutos seguintes, mas foi sol de pouca dura, porque os azuis e brancos, se bem que muito menos exuberantes, voltaram a equilibrar o encontro e até poderiam ter feito o 3-1, num lance individual de Sérgio Oliveira. O jogo parecia escoar-se para o fim sem grandes motivos de suspense, mas o Chivas fez o 2-2 na segunda ocasião de perigo criada, por intermédio de Carlos Fierro, após um lance bem construído. Nesse momento, já Vaná estava na baliza, numa estreia absoluta de azul e branco. As grandes penalidades não foram marcadas, como estava previsto no regulamento, face à intransigência do árbitro em ordenar a saída do campo de Sérgio Conceição, algo que não foi aceite pelo seu congénere do Chivas e velho amigo Matías Almeyda.

O teste foi assim positivo para o FC Porto, não tendo sido utilizados apenas Reyes e Danilo, que têm estado fisicamente condicionados, e o guarda-redes João Costa. Os Dragões iniciam logo após a partida a viagem de regresso a Portugal, com chegada prevista para as 16h30 desta quinta-feira, e o próximo adversário é o Vitória de Guimarães, num jogo particular agendado para as 20h30 de domingo. Há bilhetes à venda a cinco euros para a partida, que será transmitida em direto pela Sport TV 1.

VER FICHA DE JOGO» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/bons-indicios-na-casa-do-campeao-mexicano-7-20-2017.aspx


Resumo | Guadalajara Chivas 2-2 FC Porto (Super Copa Tecate)

19/07/17

Amarante Rebordelo - As casas típicas de Rebordelo com o seu xisto acastanhado, são um espanto no contraste com uma freguesia verde...


(Amarante Rebordelo, casas típicas)

Ambiente e Ecologia - A embarcação Energy Observer, avaliado em 5,2 milhões de dólares, funciona com energia solar e eólica e acrescenta a inovação de utilizar combustível hidrogénio gerado a partir da água do mar por electrólise.



«Volta ao mundo em seis anos? Barco autossustentável já partiu em viagem

A embarcação Energy Observer, avaliado em 5,2 milhões de dólares, funciona com energia solar e eólica e acrescenta a inovação de utilizar combustível hidrogénio gerado a partir da água do mar por electrólise.

Um antigo navio construído em 1983 foi recuperado e lançou-se agora num desafio: uma viagem oceânica com a duração prevista de seis anos com o objetivo de demonstrar o potencial das energias renováveis.

O Energy Observer, avaliado em 5,2 milhões de dólares, funciona com energia solar e eólica e acrescenta a inovação de utilizar combustível hidrogénio gerado a partir da água do mar por electrólise, conta a Exame.com.

O barco francês é constituído por painéis fotovoltaico que abrangem 130 metros quadrados no topo e duas turbinas eólicas na parte traseira que permitem transformar a energia do vento em eletricidade.

“Não há bala de prata para lutar contra o aquecimento global: há soluções com as quais devemos aprender a trabalhar”, disse o capitão Victorien Erussard, citado pela Exame.com. “Isto é o que estamos a fazer com o Energy Observer: reunir as energias da natureza, mas também da nossa sociedade, em torno deste barco, além do knowhow das empresas, laboratórios, startups e instituições”.» in http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/volta-ao-mundo-em-seis-anos-barco-autossustentavel-ja-partiu-em-viagem-187389

F.C. do Porto Andebol - Alexis Borges vai jogar no FC Barcelona em 2017/18, por empréstimo do FC Porto, sendo que o clube espanhol tem opção de compra para mais dois anos.



«ALEXIS BORGES EMPRESTADO AO FC BARCELONA

Trata-se do primeiro português a representar os catalães, que têm opção de compra para mais dois anos.

Alexis Borges vai jogar no FC Barcelona em 2017/18, por empréstimo do FC Porto, sendo que o clube espanhol tem opção de compra para mais dois anos. O pivô de 26 anos é o primeiro andebolista português a representar os catalães, que foram campeões nacionais nas últimas sete épocas e que já se sagraram por nove vezes campeões europeus, um recorde. Recorde-se que Alexis nasceu em Cuba mas tem também nacionalidade portuguesa, estando apto a representar a seleção.

“Em primeiro lugar vou sentir saudades dos colegas de equipa e depois dos adeptos, que são muito importantes, estão sempre connosco a lutar. Vai ser difícil”, afirmou ao Porto Canal e www.fcporto.pt o jogador, que chegou ao clube em 2013 e que conquistou dois Campeonatos nacionais e uma Supertaça.

“É a melhor coisa que aconteceu na minha carreira, depois de tanto trabalho duro no FC Porto é o melhor prémio que posso ter”, concluiu Alexis Borges, que vai ter no seu posto específico concorrência de peso, por parte dos internacionais Cédric Sorhaindo (francês) e Kamil Syprzak (polaco).» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/andebol-alexis-borges-emprestado-ao-fc-barcelona.aspx

F.C. do Porto Andebol - Após 13 épocas consecutivas como jogador ao serviço do FC Porto, Ricardo Moreira vai terminar a carreira como atleta mas continuar ligado ao seu clube de sempre.



«RICARDO MOREIRA TERMINA CARREIRA MAS CONTINUA LIGADO AO CLUBE

Heptacampeão e Dragão de Ouro vai ser treinador das equipas B e de juniores.

Após 13 épocas consecutivas como jogador ao serviço do FC Porto, Ricardo Moreira vai terminar a carreira como atleta mas continuar ligado ao seu clube de sempre. O ponta-direita, que era capitão desde 2009, vai treinar as equipas de juniores e B do clube, dando continuidade a experiências anteriores ao serviço dos Dragões e do Colégio dos Carvalhos.

Termina assim o percurso como atleta de um dos melhores e mais titulados andebolistas de sempre do FC Porto, que recebeu o Dragão de Ouro de Atleta de Alta Competição referente a 2008/09. Nos azuis e brancos – que representa desde 1997, após os primeiros anos de formação no CPN, de Ermesinde –, Moreira foi por sete vezes campeão nacional (entre 2008/09 e 2014/15), sendo um dos três atletas que estiveram presentes em todas as temporadas do hepta (os outros são Hugo Laurentino e Gilberto Duarte). Para além disso tem no palmarés duas Taças de Portugal (2005/06 e 2006/07), três Supertaças (2001/02, 2009/10 e 2014/15) e duas Taças da Liga (2004/05 e 2007/08).

No extensíssimo currículo de Ricardo Moreira, 100 vezes internacional por Portugal (60 das quais pela seleção principal), cabem ainda uma Taça de Portugal júnior (1999/00) um Torneio das quatro Nações, no escalão de Sub-20 (2002), e participações na fase de grupos da Liga dos Campeões e Taça EHF. Individualmente, foi considerado o melhor jogador do Campeonato Nacional em 2009/10 e foi o melhor marcador em 2010/11.

Ricardo Moreira estará esta quarta-feira no programa Universo Porto do Porto Canal, a partir das 21h00, para abordar as suas novas funções e recordar um percurso como atleta que só pode merecer uma palavra por parte dos portistas: obrigado.» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/andebol-ricardo-moreira-termina-carreira-mas-continua-ligado-ao-clube.aspx

Desporto Mergulho - O mergulhador Carlos Coste bateu o seu próprio recorde pessoal em 27 metros, alcançado seis anos antes.



«VENEZUELANO BATE RECORDE DO MUNDO AO NADAR 177 METROS EM APNEIA

O mergulhador Carlos Coste bateu o seu próprio recorde pessoal em 27 metros, alcançado seis anos antes.

O Livro dos Recordes do Guiness confirmou um novo recorde para o mergulho mais longo com uma única respiração. Pertence ao venezuelano Carlos Coste, que nadou 177 metros debaixo de água em apneia.

O mergulhador quebrou o seu próprio recorde em 27 metros que havia alcançado seis anos antes, com a maior distancia percorrida em águas abertas com apenas um folego. Foram necessários três minutos e cinco segundos para o mergulhador, de 41 anos, percorrer os 177 metros.

O feito ocorreu perto de Kralendijk, Bonaire, nas Antilhas Holandesas, na presença de um representante da Associação Internacional para o Desenvolvimento da Apneia (AIDA)

Conforme exigido pelas diretrizes do Livro dos Recordes do Guiness para este desafio, Carlos Coste não foi autorizado a usar qualquer aparelho de respiração durante a tentativa. Só lhe foi permitido usar barbatanas, uma mola no nariz e óculos de proteção.» in https://mood.sapo.pt/venezuelano-bate-recorde-do-mundo-ao-nadar-177-metros-em-apneia/

~
(Veja o vídeo da prova divulgado pelo Livro dos Recordes do Guiness)

18/07/17

Amarante Fridão - Mais uma bela casa de Amarante, neste caso a Casa de São Faustino em Amarante, Fridão.


(Amarante, Fridão, Casa de São Faustino)

http://www.baixotamega.pt/frontoffice/pages/290?geo_article_id=261

Amarante F.C. - Com o plantel fechado, o Amarante está pronto para o arranque da temporada, com 14 renovações, oito promoções e cinco contratações.



«AMARANTE: TUDO A POSTOS PARA O ARRANQUE DA TEMPORADA

Época arranca com 14 renovações, oito promoções e cinco contratações.

Com o plantel fechado, o Amarante está pronto para o arranque da temporada. O clube que, na época transata, disputou a subida da 2ª Liga, tem o plantel fechado e pronto para o arranque da época que se avizinha.

O Presidente António Magalhães Duarte, reeleito na última assembleia geral, continuará a liderar os destinos do Amarante e o técnico Pedro Pinto e os adjuntos Carlos Alberto e João Pedro Pereira, renovaram os seus contratos para continuarem ao leme da equipa amarantina, que será composto por um plantel de 22 atletas - 14 renovações, cinco promoções e oito aquisições

Guarda-redes: Nené e Paulo Jorge. 
Defesas: César Nunes, Dani, Armando Silva, Carlos Silva, Tiago Marques (ex-Taipas), Gil e Diogo Pereira (ex-juniores). 
Médios: Tiago Silva, Piquet, Zé Lopes, Rui Magalhães, Hélder Pedro, Andrezinho (ex-Taipas) e Paulo Magalhães (ex-júnior).
Avançados: Tiago André, Paul Ayongo, João Queirós, Marquinho (ex-Fafe/Lusitanos de Andorra), Nélson Monteiro (ex-Sanjoanense) e Ruhann Patrick (ex-Penapolense/Brasil).

Autor: Fernando Gonçalves dos Santos» in http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/portugal-prio/detalhe/amarante-tudo-a-postos-para-o-arranque-da-temporada.html

F.C. do Porto Jogos de Preparação - FC Porto perdeu no desempate por penáltis frente ao Cruz Azul (3-2), mas leva nota positiva no primeiro exame aberto.



«NO MÉXICO, O AZUL MAIS VIVO FOI O DO DRAGÃO

FC Porto perdeu no desempate por penáltis frente ao Cruz Azul (3-2), mas leva nota positiva no primeiro exame aberto.

Terminou sem golos, nos 90 minutos, o primeiro ensaio à porta aberta do FC Porto 2017/18, disputado no estádio do Cruz Azul, na Cidade do México, na madrugada desta terça-feira, ainda noite de segunda no México. Num país onde têm muitos admiradores e num estádio que até faz lembrar as velhas Antas, os Dragões sentiram-se em casa e estiveram muito mais perto de vencer no tempo regulamentar do que o rival – especialmente na segunda parte, mesmo depois de várias alterações no onze, tiveram mais posse de bola e oportunidades. Não foi uma laranja mecânica (cor do equipamento alternativo utilizado), nem poderia ser após apenas duas semanas de trabalho, mas foi uma exibição que deixou água na boca, se tivermos em conta as condicionantes, até em termos de altitude. O desempate por penáltis (3-2) foi um mero pró-forma, que permitiu aos locais ficar com a SuperCopa Tecate (será atribuída uma em cada partida do torneio).

No onze, surgiram apenas duas caras novas face à época passada, o lateral Ricardo Pereira (que estava emprestado aos franceses do Nice) e o médio Mikel (cedido em 2016/17 ao Vitória de Setúbal). Como base, o FC Porto apresentou-se num sistema 4-4-2, com Mikel e Óliver a preencherem a zona central do terreno e Otávio a jogar próximo do avançado Soares, apoiado ainda por Corona e Brahimi; na defesa, Ricardo foi a única novidade face ao quarteto mais utilizado de 2016/17. Reyes e Danilo, limitados, não integraram a ficha de jogo.

Após uns minutos iniciais com atrapalhação e passes falhados de parte a parte, o jogo melhorou e a primeira parte teve uma qualidade bastante razoável para o momento de início de época que ambas as equipas vivem, se bem que os Dragões estejam bem mais atrasados – o Cruz Azul já disputou sete particulares e começa na sexta-feira a competir no Torneio Abertura da Liga mexicana. Ambas as formações preocupavam-se em recuperar rapidamente a bola (o que originou muitas faltas), mas também em construir bem os lances de ataque: do lado azul e branco, foi visível a tentativa de trocar a bola em espaços curtos e interiores, ainda que a falta de pernas nem sempre ajudasse à clarividência.

Em termos de oportunidades de golo, as contas ao intervalo revelavam equilíbrio. O FC Porto rematava mais, nomeadamente de meia distância, enquanto o Cruz Azul teve a grande oportunidade para abrir o marcador, aos 17 minutos, por intermédio de Edgar Méndez, que desperdiçou quase em cima da linha de golo. Em contra-ataque, os Dragões também criaram um lance quase tão perigoso, com Soares a servir Corona para um remate cruzado que bateu nas malhas laterais, aos 35. Casillas brilhou aos 19 minutos, ao deter um cabeceamento de Velázquez.

O FC Porto trocou seis jogadores ao intervalo e, ao contrário do que seria expectável, subiu de rendimento e revelou muito mais fio de jogo do que o adversário. Foram sete as ocasiões claras de golo, algumas delas desperdiçadas por más decisões no último passe, compreensíveis nesta fase da época, outras por mera infelicidade, como a bola dividida entre Otávio e o guarda-redes Peláez, aos 62 minutos, que saiu caprichosamente ao lado. Apenas nos últimos minutos o Cruz Azul deu um ar da sua graça, mas aí valeu a coesão defensiva e a atenção de José Sá. O guarda-redes, aliás, ainda defendeu um penálti no obrigatório desempate, mas o FC Porto só converteu dois (por intermédio de Sérgio Oliveira e Herrera) e deixou a taça ficar no Estádio Azul.

O FC Porto faz o segundo e último encontro em território mexicano no estádio do Chivas, em Zapopan, na área metropolitana de Guadalajara, esta quinta-feira, à 1h00 de Portugal Continental. O Porto Canal volta a assegurar a transmissão direta.

VER FICHA DE JOGO» in http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/no-mexico-o-azul-mais-vivo-foi-o-do-dragao-7-18-2017.aspx


Cruz Azul-FC Porto (SuperCopa Tecate, jogo 1, resumo)

17/07/17

F.C. do Porto - O staff do FC Porto recebeu na manhã desta segunda-feira (já tarde em Portugal Continental) uma visita especial na unidade hoteleira onde se encontra instalada, na Cidade do México.



«PRESIDENTE DA REPÚBLICA ESTEVE COM A EQUIPA NO MÉXICO

Marcelo Rebelo de Sousa, em visita de Estado, deslocou-se ao hotel do FC Porto pela manhã.

O staff do FC Porto recebeu na manhã desta segunda-feira (já tarde em Portugal Continental) uma visita especial na unidade hoteleira onde se encontra instalada, na Cidade do México. Tratou-se do Presidente da República portuguesa, que se encontra na capital mexicana a realizar uma visita de Estado de dois dias.

Marcelo Rebelo de Sousa, que está alojado num hotel muito próximo daquele que por estes dias tem sido o quartel-general dos Dragões, visitou a equipa logo após o pequeno-almoço, que antecedeu a última sessão de treino antes dos portistas se estrearem na SuperCopa Tecate, às 3h00 de Portugal Continental (mais seis horas do que na Cidade do México). O Cruz Azul será o adversário, num encontro que terá transmissão em direto no Porto Canal.» in 
http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/marcelo-visita-equipa-no-mexico.aspx

Amarante Política Local - Impecável o meu Amigo José Luís Gaspar a Afirmar Amarante como prometido!




(Autárquicas 2017 - José Luís Gaspar - Amarante)

Amarante Fridão - Em Fridão a nobreza da casa das Chousas, rodeada de verde por todos os lados...

Pin It button on image hover